Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Edtechs: como estão transformando o mercado de educação no Brasil

3
Educação / Negócios / Tecnologia

Edtechs: como estão transformando o mercado de educação no Brasil

Você sabe o que são Edtechs? Leia esse artigo e descubra como essas instituições estão promovendo uma transformação no mercado de educação do Brasil.

Por muito tempo a tecnologia foi tida como inimiga da educação. Era comum as crianças ficarem mais tempo jogando videogame do que estudando. E quando chegou o celular então? Era uma briga tirar os jovens do telefone. Acontece que essa geração dos videogames e celulares cresceu e hoje o mercado é deles. Uma verdadeira revolução na educação está acontecendo por causa dessa juventude que se desenvolveu imersa na tecnologia. Videogames, smartphones, tablets e outros dispositivos que a princípio eram usados para entretenimento, agora fazem parte de plataformas educacionais de um jeito que seria difícil pensar nas últimas décadas do século XX, quando a tecnologia começou a se popularizar.

O que é uma Edtech?

Existe uma máxima no meio educacional que diz que no Brasil “a escola está no século XIX, o professor no século XX e o aluno no século XXI”. Isso que era uma grande verdade até pouco tempo, no entanto, está mudando. Cada vez mais a sala de aula está se adaptando à nova realidade dos alunos e do novo milênio.

As Edtechs são startups especialmente voltadas para a educação que utilizam das mais avançadas tecnologias para fazer com que os estudantes aprendam de uma forma mais natural. Assim, quanto melhor for o entretenimento mais o conhecimento é fixado na mente de um aluno.

Quais as especialidades das Edtechs

Assim como a educação é um campo com diversas possibilidades, há Edtechs com diferentes especialidades. Algumas auxiliam os estudantes a encontrar descontos em universidades, outras oferecem plataformas de estudo para o ENEM. Existe, também, as que funcionam como interface entre escola e pais de alunos. Enfim, é um mercado ainda novo que está sendo desbravado por essas startups. Ainda não dá para saber qual o limite delas.

As Edtechs e a educação básica

As Edtechs são muito úteis na educação básica, pois ajudam a integrar os processos tradicionais de ensino com as novas tecnologias. Assim, proporcionam às crianças experiências de aprendizado mais lúdicas e diferenciadas. Isto é importante porque as novas gerações estão cada vez mais cedo inseridas e familiarizadas no universo digital. E se elas usam, ainda na infância, celulares, tablets e desktops, por que não usar esses dispositivos a favor da escola?

Educação à distância

Outro setor muito comum de ver as Edtechs é o da educação à distância. Com o avanço da tecnologia, especialmente da internet e dos celulares, ficou mais fácil aprender sem estar dentro de uma sala de aula. Isso porque com os smartphones é possível estudar em praticamente qualquer lugar em que se esteja e em qualquer hora que queira. Assim, quem perde muito tempo se locomovendo até o trabalho, pode usar esse tempo para assistir a aulas virtuais, ler ou realizar as tarefas que os cursos exigem. Já que as plataformas das Edtechs permitem tudo isso ao estudante. 

Educação corporativa

Um segmento que vem crescendo muito para as Edtechs é o da educação corporativa. As empresas perceberam que investir na capacitação dos funcionários é fundamental para que os colaboradores fiquem mais motivados. Com isso, o rendimento dos profissionais cresce muito, com mais produtividade e melhor tato para lidar com crises ou gerenciar riscos.

As Edtechs são importantes agentes para ajudar as empresas na educação profissional de seus colaboradores. Com suas soluções tecnológicas, como por exemplo, a gamificação do aprendizado, o aprimoramento profissional fica muito mais dinâmico e interativo. Logo, o conhecimento se fixa muito mais fortemente na cabeça do colaborador, melhorando sua rotina no local de trabalho.

Novos recursos didáticos

Com dinâmicas mais divertidas dos que as de salas de aula tradicionais as Edtechs tornam o aprendizado muito mais atrativo para os alunos. Já que com a utilização da tecnologia fica muito mais fácil compreender um assunto que não é acessível aos olhos ou esteja muito longe da realidade dos estudantes. Um exemplo desses recursos é a realidade virtual que permite aos alunos visualizarem em 3D seres ou partes microscópicas do corpo, como células e átomos; vegetações ou paisagens distantes; e simulações de impacto sobre estruturas arquitetônicas, entre outros.

Aprimoramento do processo pedagógico

Um dos benefícios que as Edtechs trouxeram para o processo pedagógico é o acompanhamento de quanto cada aluno se desenvolve nos estudos e nas práticas treinadas.

É possível identificar as habilidades de cada aluno através de plataformas que tenham atividades online, assim como trechos de livros, espaço para entrega de trabalhos e fórum de dúvidas e troca de conhecimento. Dessa forma, dá para saber quais os pontos fracos e fortes de cada estudante, descobrindo assim, quais competências precisam ser trabalhadas. Logo, o professor ou instrutor pode intensificar o ensino de um conteúdo específico e incentivar que os alunos superem as dificuldades encontradas.

Essas plataformas geram relatórios completos do quanto cada aluno individualmente se desenvolveu em cada conteúdo apresentado. Assim, o facilitador do curso pode aproveitar melhor seu tempo criando uma estratégia pedagógica mais eficaz para ajudar no aprendizado dos estudantes.

Conteúdos complementares para professores e alunos

As pessoas nunca param de aprender. Até mesmo aqueles que nos ensinam devem estar em constante aprendizado. Os professores, aliás, precisam estar dispostos a aprender cada vez mais, já que conhecimento nunca é demais.

As Edtechs podem ajudar nesse processo, principalmente porque oferecem soluções para quem tem um tempo escasso. Assim, métodos de educação à distância como videoaulas online, podcasts e webinar fazem com que novos conteúdos sejam ensinados sem que o aluno precise estar dentro de uma sala de aula tradicional. É necessário apenas que se tenha acesso à internet.   

O Fluxia é uma ótima ferramenta para ajudar as Edtechs a cadastrar os alunos e formalizar os contratos de matriculas. Já que seria uma verdadeira ironia utilizar de tanta tecnologia no método de ensino e não ter um processo de inscrição automatizado. Além disso, com o Fluxia os dados dos alunos são guardados com o máximo de segurança possível, com criptografia de mensagens e algoritmos que garantem a integridade dos documentos.   

Gostou? Inscreva-se na Newsletter clicando na imagem abaixo:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *