Estamos contratando, veja nossas vagas.

<strong>Entenda o impacto do uso de aplicativos de saúde</strong>

aplicativos-de-saude
Tecnologia e Negócios
Segmento:

Entenda o impacto do uso de aplicativos de saúde

O uso de aplicativos de saúde tem disruptado a indústria de prestação de serviços médicos e é necessário refletir sobre os impactos que já causou, bem como as suas perspectivas e oportunidades não apenas aos pacientes, mas também às companhias desse setor.

A tecnologia penetrou com sucesso em todos os aspectos das nossas vidas. Atualmente, o desenvolvimento de aplicativos de saúde tem se tornado cada vez mais comum no mercado de healthtechs, pois eles oferecem uma variedade de serviços, desde rastreio de hábitos alimentares, monitoramento de atividade física, detecção de sintomas e até mesmo obter conselhos médicos.

De fato, quanto mais aplicativos de assistência médica existirem, mais os profissionais de saúde poderão usar essas informações para fornecer cuidados de alto valor de maneira personalizável aos seus pacientes.

De acordo com o Medical News Today, quase 20% de todos os usuários de smartphones têm um ou mais aplicativos de saúde instalados em seus dispositivos móveis. Traduzindo livremente, isso significa que 500 milhões de pessoas ao redor do globo utilizam um app para rastrear ou gerenciar seu bem-estar regularmente.

Em sua essência, os aplicativos de saúde são divididos em três categorias:

  1. Aplicativos gerais de saúde e bem-estar: como aplicativos com objetivos nutricionais que ajudam a contar calorias, com opções que rastreiam nossos padrões de sono e aplicativos de gerenciamento de estresse que nos ajudam a acalmar nossa mente.
  2. Aplicativos de telemedicina: visando a oferta de atendimento virtual ao paciente por médicos licenciados;
  3. Aplicativos de gerenciamento de saúde: tais como os que ajudam os próprios indivíduos a monitorarem suas condições de saúde ou que permitem que os profissionais de saúde compartilhem e relatem remotamente os registros pessoais do paciente.

Nesse sentido, segundo recentes descobertas, os aplicativos de saúde mais utilizados por adultos são: exercícios (34%), nutrição (22%), perda de peso (20%), sono (17%), pressão sanguínea (9%), meditação (8%) e saúde mental (5%).

Fonte: Institute for Healthcare Policy & Innovation – University of Michigan

Benefícios da utilização de aplicativos de saúde

Muitas pessoas estão se acostumando a realizar a maioria de suas atividades usando dispositivos móveis e a evolução do mercado de healthech contribuiu para que o setor de saúde não ficasse distante dessa revolução. 

Afinal, hoje é mais conveniente que as pessoas acessem informações, aprendam coisas novas, interajam e até negociem com um dispositivo conectado à internet.

Entre as principais maneiras pelas quais eles estão melhorando nossas vidas e o bem-estar geral das populações podemos citar:

1.Permitem acesso imediato para ajudar com a conexão instantânea entre médicos e pacientes

A comunicação entre pacientes e seus médicos ficou muito mais fácil e flexível através de diferentes aplicativos móveis. A barreira da distância foi completamente eliminada, dando tração à eficiência e velocidade na prestação de serviços de saúde.

2.Estabeleceram novos modelos de negócios no setor

Muitas das maneiras tradicionais de fazer as coisas ficaram desatualizadas e médicos e outros especialistas em saúde estão adotando novas maneiras de fazer negócios. Receituário médico em papel, por exemplo, agora é coisa do passado, graças a digitalização de documentos e aos aplicativos baseados em nuvem que permitem a esses profissionais prescreverem medicamentos de maneira fácil e rápida através da receita médica digital.

3. Redução nos custos com saúde

O IQVIA  conduziu um estudo para avaliar o impacto de aplicativos de saúde focados no consumidor no sistema de saúde e concluiu que “as economias podem ser significativas no futuro”. O estudo – baseado no contexto norteamericano – constatou que o uso de aplicativos de saúde e dispositivos vestíveis poderia potencialmente salvar o sistema de saúde dos EUA em $7 bilhões por ano. Imagine quanto não seria a força desse impacto em todo o mundo?

4. Mais conveniência e praticidade para os pacientes

Não é difícil entender como as soluções digitais podem acelerar esse mercado, afinal, com a telemedicina, qualquer um pode ter acesso a médicos a qualquer hora e em qualquer lugar, eliminando os desconfortos e o estresse de aguardar longas horas na sala de espera.

Além disso, estão facilitando mais do que nunca o ato de coletar, gerenciar e monitorar informações de saúde – desde MyFitnessPal, um aplicativo gratuito que ajuda as pessoas a rastrearem suas calorias e monitorarem sua ingestão de alimentos, ao Sugar Sense Diabetes, um aplicativo gratuito que permite que os diabéticos rastreiem seus níveis de açúcar, glicose, carboidratos e muito mais.

Sugar Sense Diabetes

5. Facilidade de coleta de dados

Do lado do profissional de saúde, esses aplicativos também estão facilitando a coleta e recuperação de informações dos pacientes. Inclusive, clínicas e hospitais que os utilizam conseguem acessar informações, históricos médicos, sinais vitais, prescrições e resultados laboratoriais remotamente, fornecendo insights e lembretes com muito mais facilidade na busca do melhor tratamento possível.

Com apenas alguns cliques, as coisas que levavam horas agora podem ser concluídas em menos de um minuto

Sem dúvidas, fica latente a melhoria da experiência do paciente através da tecnologia. Revolucionando o sistema de saúde por meio de comunicação e qualidade de serviço eficazes, prevê-se que o mercado global de Saúde Digital estimado em US$ 216,4 bilhões no ano de 2022, atinja um tamanho de US$ 441 bilhões até 2026, crescendo a um CAGR (compound annual growth rate ou taxa de crescimento anual composto) de 18,5% durante o período de análise.

Além disso, segundo um relatório divulgado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), quase metade das pessoas não têm acesso a cuidados de saúde adequados. 

Desta forma, os aplicativos de saúde móveis e eficientes podem ser a resposta para  ajudar a preencher essa lacuna significativamente.

Logo, adotando um papel ativo na resposta ao COVID-19 e suas variantes, espera-se que a análise dessa indústria forneça um desempenho acionável durante a fase de recuperação da economia, permitindo que as organizações melhorem os resultados operacionais e reduzam os seus custos estratégicos. 

Então, o que você está esperando? Se você também deseja digitalizar os seus processos, como já fazem as principais empresas do mercado, a Clicksign é a solução ideal para acelerar o crescimento do seu negócio!

Saiba mais sobre como a Assinatura de Documentos Online pode revolucionar os seus processos, faça um teste gratuito e veja como é possível fazer uma assinatura, com validade jurídica, em menos de 1 minuto. Experimente, não requer cartão de crédito!

Avalie esse conteúdo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *