Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

ESG: o que é e como essa gestão empresarial atua?

5 pessoas trabalhando diante de computador
Business

ESG: o que é e como essa gestão empresarial atua?

Não é novidade que as empresas possuem função social tanto para o vetor econômico como para o desenvolvimento cultural de um país e sua população, e é por isso que saber o que é ESG e quais práticas de capitalismo consciente com que esse acrônimo se relaciona faz toda diferença no universo business da modernidade.

Apesar de não ser nenhuma novidade, tem cada dia tomado mais vasão e espaço os negócios constituídos e que evoluem de sede, de maneira sustentável. E o que a Clicksign tem a ver com isso? Tudo! Mas a gente te conta no decorrer do texto qual o nosso papel nesse cenário. Vem conosco?

Afinal, o que é ESG?

ESG é uma sigla, em inglês, para Environmental, Social and corporate Governance, e ela basicamente diz respeito a diretrizes ambientais, sociais e de governança (em português) que um negócio opta por colocar em prática.

Ou seja, ESG nada mais é do que um conjunto de padrões que visam definir a maneira como uma atividade empresarial é gerida – de forma sustentável –, e é essencial que para isso seus três pilares sejam seguidos:

1. Environmental

A sigla “E” diz respeito às práticas empresariais relacionadas ao meio ambiente, e nesse ponto as empresas devem atuar protetivamente e não prejudicialmente em temas como:

  • aquecimento global e emissão de carbono;
  • desmatamento;
  • biodiversidade;
  • eficiência energética;
  • gestão de resíduos;
  • escassez de água;
  • poluição do ar e da água.

É claro que nem todas as atividades da empresa possuem influência direta em todos os temas acima citados, mas indiretamente estamos todos no mesmo barco. Ademais, o cuidado com alguns deles – como a adoção de uma cultura empresarial paperless pela digitalização de documentos – já é bastante eficiente em impactar positivamente o meio ambiente.

2. Social

Também é indispensável que a empresa seja engajada socialmente, e nesse ponto o leque se abre mais e muito provavelmente seu negócio vai se encaixar em mais de três das boas práticas que vamos listar (se não estiver, repense sua atividade empresarial e a adeque):

  • a experiência do cliente tem impacto social;
  • qual a taxa de turnover do seu negócio?
  • qual o posicionamento público da empresa sobre assuntos públicos e de direitos humanos?
  • a proteção dos dados e da privacidade de clientes, fornecedores e da própria atividade empresarial é um quesito de boa prática social;
  • a política de diversidade de sua equipe de trabalho mostra que seu negócio caminha com a sociedade;
  • funcionários engajados fazem a empresa ser melhor;
  • você respeita as leis trabalhistas e protetivas de direitos humanos de seus funcionários?
  • e o relacionamento do seu negócio com a comunidade, como é?

3. Governance

Em português, a governança se refere à administração de uma empresa por seus gestores e diretores, e estes são os pontos de destaque:

  • transparência financeira e contábil da empresa;
  • relatórios financeiros completos, honestos e legais;
  • qual a relação da empresa com o governo e os políticos?
  • quais são os investimentos da empresa para impedir casos de corrupção, assédio, discriminação, etc?

Dito isso, boas práticas empresariais devem ser adotadas por aqueles que abraçam a causa do ESG, e isso vem desde os conselhos de administração das empresas até seus produtos e serviços oferecidos, bem como a mensagem passada.

O empreendedorismo verde não existe apenas para ficar “bonito no papel”, mas sim para ser implementado verdadeiramente pelas empresas como política de crescimento e também proteção do mundo em que vivemos, e é por isso que o ESG virou uma espécie de atestado de responsabilidade social e ambiental de empresas.

Qual a origem da sigla ESG?

Quando dissemos que não era uma novidade de ontem, não mentimos. A primeira aparição da sigla ESG se deu em 2005 em um relatório intitulado “Who Cares Wins”, ou seja, “Ganha quem se importa”, e é lógico que pela conceituação que trouxemos para você, sua implementação só poderia ser uma iniciativa liderada pela Organização das Nações Unidas.

Qual a importância do ESG no âmbito empresarial?

Na atualidade, com certeza se torna quase impossível ignorar essa tendência de mudança proposta pela ESG, e isso se dá não porque, curiosamente, as pessoas têm medo do fim dos tempos, mas, na verdade, por negócios sustentáveis serem, reconhecidamente, os mais estáveis e lucrativos a curto e longo prazo.

Pense no caso da pandemia: empresas que não possuíam a automação de sistemas e não investiam na digitalização de processos (para a implementação do home office) sentiram na pele o que é não ter uma gestão social bem planejada. E quem não possuía assinatura digital, como fechou negócios?

Além disso, com as boas práticas do ESG, os riscos de problemas jurídicos, trabalhistas e até orçamentários são reduzidos. E de quebra, seu business score aumenta e a satisfação de seus clientes e funcionários também.

Como implementar o ESG nas empresas?

Nas entrelinhas já soltamos algumas dicas para os atentos, mas acreditamos ser essencial citar uma por uma para você:

  1. identifique os gargalos do seu negócio;
  2. defina quais são as forças da sua atividade empresarial;
  3. implemente um sistema integrado de gestão ERP (pois você precisará ter acesso descomplicado a todos os dados da atividade empresarial;
  4. mapeie as ações de impacto social e ambiental que podem ser implantados usando ESG;
  5. defina por meio de quais estratégias elas serão aplicadas;
  6. coloque em prática conforme possível;
  7. acompanhe, refaça, realinhe, e melhore sempre os resultados do ESG por meio dos relatórios da integração de sistemas

E aí, ainda continuará com contratos disponibilizados em papel e assinados à caneta? Você realmente acredita que os documentos históricos – do futuro – advindos das grandes inovações empresariais terão essas características? Se depender do ESG, acreditamos que não. Que tal se adaptar e crescer com nossas dicas?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *