Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Inteligência artificial e documentos digitais

mulher utilizando tablet
Negócios / Tecnologia

Inteligência artificial e documentos digitais

A tecnologia é uma ferramenta indispensável para as mais diversas rotinas, pois com ela é possível acompanhar com agilidade as tendências que vão surgindo, adquirir novos conhecimentos e ainda se destacar no mercado. Mas você sabe o que a inteligência artificial em seguros tem a ver com esse assunto?

A parceria entre a Clicksign e a Segfy vai mudar sua forma de ver o mercado de seguros e alguns de seus processos internos.

Neste artigo, vamos te contar mais sobre esse assunto e como você pode otimizar os processos da sua corretora de seguros, modernizando a leitura de documentos por meio da I.A.

Confira a seguir!

Como funciona a inteligência artificial na leitura de documentos

Para começar, a assinatura eletrônica é um modo de assinar documentos online, sem a utilização de papel ou caneta. Através de algoritmos, criptografia e outros avanços tecnológicos, uma empresa ou pessoa física pode disponibilizar um contrato ou outro tipo de registro, por e-mail, SMS, WhatsApp, página web. A própria plataforma armazena e protege esse documento contra fraudes ou adulterações.

Em instantes um contrato é assinado, não importa a hora ou o lugar. É necessário somente que as partes tenham um dispositivo com acesso à internet. É tudo online, desde a conferência do documento até o armazenamento dele.

Podemos dizer que a leitura inteligente de documentos é a capacidade que alguns sistemas computacionais têm de reconhecer, verificar e extrair informações importantes dos documentos de forma rápida e automatizada.

A inteligência artificial (I.A.), por sua vez, reconhece por meio da leitura e análise digital as informações presentes nos documentos, podendo ser o número do RG, CPF, data de expedição, endereço, nome do titular, entre outros dados, tanto de documentos oficiais expedidos por órgãos públicos, como também apólices de seguros e afins.

A revolução que essa nova tecnologia traz é a otimização do tempo e mais segurança em relação à veracidade das informações lidas. E mesmo sendo algo novo e revolucionário, a inteligência artificial em seguros já faz parte do dia a dia da Segfy.

Além disso, a Clicksign também utiliza tecnologia de ponta para validar documentos dos seus clientes com pontos de autenticação e sistema blindado contra acessos desconhecidos. Leia mais em: Autenticação digital — o que você precisa saber sobre essa tecnologia

Esse tipo de estrutura modela uma plataforma rigorosamente criptografada e, em parceria com a Clicksign, os documentos dos nossos clientes agora são assinados digitalmente com a melhor inteligência do mercado.

Exemplos de autenticações utilizadas

Nada melhor que alguns exemplos para ajudar como essas questões ocorrem na prática, concorda? Aqui, listamos as autenticações utilizadas na prática para garantir que seus processos estejam seguros:

Token

O Token trata-se de um código temporário de 6 dígitos gerado automaticamente. Ele pode ser enviado para o telefone celular, via SMS ou para o e-mail. Por isso é importante que o usuário da plataforma de assinatura eletrônica tenha os dados cadastrais de seus signatários muito bem atualizados.

Na assinatura eletrônica, o Token funciona da seguinte forma. O usuário recebe o documento por e-mail. Ao clicar em assinar, o código de 6 dígitos será enviado, também, para o SMS ou e-mail. O signatário deve inserir esse código no campo solicitado e confirmar a assinatura. Pronto. O documento estará devidamente assinado.

Selfie

A autenticação por selfie funciona com o usuário marcando essa opção na plataforma de assinatura. Na hora em que o documento estiver sendo assinado, o signatário deverá fazer o upload de uma selfie portando consigo seu documento de identificação oficial.

Pix

Essa ferramenta inovadora e revolucionária, de pioneirismo Clicksign, possibilita que o signatário faça uma transação no valor simbólico de um centavo (0,01) e, em segundos, tenha o documento autenticado conforme as informações do Banco Central. É tão atrativa pois valida os dados com um órgão solidamente confiável e regulamentado, que é o Banco Central do Brasil.

É importante que a conta seja do próprio signatário, vinculada ao seu CPF, pois será uma etapa individual de autenticação da própria assinatura.

Quer entender melhor como funciona? Confira o texto: O uso e importância do Pix em autenticações

Certificado Digital

A assinatura com certificado digital permite que o signatário assine o documento eletronicamente com seu certificado digital, que deverá estar instalado no computador, em token ou smart card.

Ao optar pela assinatura com certificado digital, o operador terá que inserir o CPF do signatário.

Para assinar, o signatário não utilizará o token via e-mail, apenas o certificado digital, que será obrigatório para a conclusão da assinatura.

Assim, essa funcionalidade torna o documento ainda mais seguro, uma vez que comprova com maior autenticidade a identidade do signatário e possibilita novas oportunidades de assinatura.

Reconhecimento Facial

Ao registrar frames que capturam diferentes gestos, é possível confirmar a existência de uma pessoa real do outro lado da câmera. Essa autenticação é opcional para o remetente mas, uma vez escolhida por ele, torna-se obrigatória para quem assina o documento.

Para validar a assinatura com essa funcionalidade, o signatário precisará executar uma série de expressões faciais, como aproximar (ou distanciar) o rosto, sorrir ou levantar a sobrancelha. Assim que for reconhecido e a prova de vida conferir, seu documento estará pronto e devidamente assinado.

É uma opção forte e importante, pois compara o rosto na câmera com a foto do documento oficial. Diminui fraudes e é uma forma modernamente inteligente de garantir a preservação e validade jurídica dos seus procedimentos.

Documento Oficial

O documento oficial, ou simplesmente RG, pode ser solicitado frente e verso para validar a assinatura do documento. Caso o operador solicite a captura de foto de Documento Oficial, será obrigatório o envio por parte de quem assina, para finalizar a assinatura.

Com a foto do documento oficial, é agregada ainda mais evidência da identidade do signatário, o que aumenta a validade jurídica da assinatura eletrônica.

Assinatura Manuscrita

A assinatura manuscrita, por sua vez, é mais uma autenticação opcional para quem irá assinar. Quem determina se aquele signatário passará por essa etapa, é o próprio remetente. É uma boa opção para aqueles que protocolam documentos em órgãos públicos, Mercado Imobiliário e de Seguradoras, por exemplo.

Além disso, essa função possibilita validar digitalmente o desenho da assinatura física e, por isso, tem maior aderência em mercados tradicionais!

Como utilizar a inteligência artificial?

Imagine não precisar mais preencher informações das apólices manualmente. Imaginou? Pois bem, é exatamente isso que a Segfy oferece, lançando o primeiro sistema de gestão para corretores de seguros com leitura de documentos por meio da inteligência artificial. Legal, né?

Atualmente, mais de 20 documentos diferentes podem ser importados com precisão para o sistema, além vários outros que são introduzidos pelos mecanismos convencionais e estão sendo migrados para a I.A. à medida que o formato é modificado pelas seguradoras.

Quando surge um modelo novo de apólice ou alguma atualização no padrão, por exemplo, a inteligência artificial identifica a alteração e continua realizando a leitura. Em caso de uma alteração significativa no layout do documento (ex.: o nome do corretor mudou da primeira para a última página) a I.A. consegue identificar que o dado não está mais no local esperado e envia informações sobre a divergência para o desenvolvedor da Segfy.

Dessa forma, o corretor de seguros está cada vez mais livre da obrigatoriedade de preencher informações de cadastros dos seus clientes de maneira manual, dedicando seu tempo para o que mais importa: o crescimento do seu negócio.

Essa é outra funcionalidade que pode, inclusive, ser encontrada na Clicksign: a Automação diminui a margem de erros acometidos em tarefas antes feitas manualmente; ainda racionaliza tempo da sua empresa, bem como abre espaço para uma produtividade mais saudável e ritmada.

Novas tecnologias para corretores de seguros

Trabalhadores do setor de seguro trabalhando juntos em computadores

Stephen Hawking disse: “todos os aspectos das nossas vidas serão transformados [pela IA], e isso pode ser o maior evento na história da nossa civilização”.

Já sabemos que novas tecnologias não param de chegar e é difícil se adaptar a todas elas ao mesmo tempo. Tendo isso em mente, uma dica importante para escolher qual delas irá suprir as suas necessidade é focar no problema a ser resolvido, o que você precisa fazer para melhorar a produtividade da sua empresa e impulsionar as suas vendas.

Além da inteligência artificial em seguros, você também já deve ter ouvido falar em assinatura eletrônica, que descomplicou a formalidade das assinaturas de contratos e documentos.

Desde que ela surgiu, você pode assinar documentos por WhatsApp, e-mails ou SMS, o que reduz tempo e traz mais praticidade para a sua equipe e para seus clientes, que não precisam mais agendar local e horário para assinaturas de contratos.

As oportunidades estão ao alcance de todos. Então, é preciso estar aberto ao novo e buscar a constante adaptação às melhorias que a tecnologia proporciona. 😉

Dê o primeiro passo na transformação digital da sua corretora utilizando a inteligência artificial em seguros + assinatura eletrônica para contratos e apólices. Confira aqui a pareceria que a Segfy tem com a Clicksign e prepare-se para conquistar resultados ainda melhores!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *