Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Lean startup: conheça essa forma de empreendimento!

Imagem de uma mulher escrevendo em um quadro branco com canetão sobre lean startup
Tecnologia e Negócios
Segmento:

Lean startup: conheça essa forma de empreendimento!

Você já sentiu que existem empasses demais na operação de sua empresa? Talvez a lean startup seja a resposta que você está procurando para otimizar seu negócio e conseguir um crescimento acima da média, mesmo com poucos recursos.

A Clicksign preparou um post completo para te ajudar a descobrir o funcionamento dessa metodologia e como aplicá-la à marca que está gerenciando. E não precisa se preocupar sobre o tipo de produto ou serviço que oferece, esse modelo gestão funciona com negócios de diversos ramos de atuação!

Então, se deseja aprender essa nova maneira de enterprise, continue conosco! Não deixe de conferir também nossos outros conteúdos sobre startec, eles podem complementar tudo o que aprenderá no texto de hoje!

Afinal, o que é uma Lean Startup?

As Lean Startups podem também ser chamadas de startups enxutas, pois são uma forma de empreendimento que opera com o mínimo de recursos possíveis. Esses negócios otimizam sua gestão para conseguir resultados cada vez maiores mesmo possuindo times menores que o costumeiro.

A chave do sucesso aqui é a identificação e eliminação de desperdícios no meio de produção, investimento em tecnologia e uma operação simplificada. Dessa forma, além de aumentar a agilidade da empresa como um todo, é possível criar produtos mais assertivos e coerentes com os desejos do público.

Essa metodologia ágil de desenvolvimento empresarial foi elaborado por Eric Ries, um empreendedor e autor da área de negócios. Ele uniu conceitos da área de gestão, com as inovações tecnológicas e uma pitada de ideias do marketing, conseguindo chegar a um modelo coeso e que permite os gestores enxugarem a operação de suas marcas.

Atualmente, muitos empreendimentos já nascem utilizando esse conceito, no entanto, mesmo empresas que não iniciaram sua trajetória no mercado como uma lean startup podem vir a ser uma. Então, confira quais são os benefícios, os pilares desse método e como funciona a operação desses negócios!

Quais as vantagens de se aderir ao método Lean Startup?

Não é a toa que o método pensado por Ries ganhou tantos adeptos. Além de mostrar resultados positivos em negócios de diversas áreas do mercado, ele é de fácil adaptação e possui muitas vantagens, como:

  • baixo custo de operação;
  • processos de gestão e produção mais simplificados;
  • maior assertividade no desenvolvimento de produtos;
  • possuir negócio adaptado ao mercado;
  • atender bem as necessidades do público;
  • crescimento empresarial rápido;
  • possuir uma empresa moderna e tecnológica.

Quais são as características principais desse tipo de empreendimento?

Como se trata de uma proposta diferente do que se vê no mercado normalmente, as startups enxutas não têm suas características principais semelhantes aos modelos tradicionais de negócio. Elas possuem três pilares que guiam toda a operação dessa forma de empreendimento. Veja quais são!

  • Plano Canvas: uma metodologia de negócio que utiliza diagramas para compreender e expressar a maneira que uma empresa gera valor para seus clientes e para si mesma;
  • MVP (Minimum Viable Product): o “Produto Mínimo Viável” é como um protótipo, uma versão inicial do produto que é feita rapidamente e é apresentada ao público para conseguir testar o interesse das pessoas naquela ideia;
  • Costumer Development: o desenvolvimento com clientes tem como característica sempre realizar pesquisas de aceitação do público antes de dar um passo maior com a empresa, muito disso se deve à produção do MVP, o que reduz os riscos da marca fazer um investimento alto em um produto e não ter a resposta esperada.

Esses parâmetros utilizados por gestores que aderem à lean startup para sua marca, acabam refletindo na forma de operaçao desse tipo de negócio. Saiba como!

Como funciona uma startup enxuta?

Esses empreendimentos possuem foco em agilidade e, para conseguir alcançar esse objetivo, precisam de todas as fases da operação trabalhando em harmonia. A maneira pensada por Ries – e que se mostrou bem efetiva em locais em que foi implantada – para realizar essa meta foi separar algumas etapas que guiam toda a equipe. Confira quais são!

1. Desenvolvimento da ideia

No mundo dos negócios, uma ideia sempre precisa ter o objetivo de atender uma necessidade ou solucionar uma questão comum de um grupo de pessoas e na lean startup não é diferente. O primeiro passo é pensar qual questão deseja resolver e então imaginar uma resposta diferente das que já existem.

É claro, também dá para pensar em uma maneira de melhorar uma solução já existente, de maneira que sua marca fique à frente da concorrência, justamente por oferecer um produto ou serviço que é mais efetivo.

2. Validação com público

Após ter uma ideia, é preciso conferir com o seu público-alvo se ela realmente se trata de uma solução efetiva para o problema que se quer solucionar. Será que essa dificuldade realmente existe? Muitas vezes, podemos imaginar que algo é um obstáculo para a audiência, mas não ser. Por isso, é fundamental fazer uma pesquisa de mercado!

Você, netsa etapa, deve desenvolver um MVP para sua marca, um produto inicial que serve para testar a aceitação do público. Então, é necessário pensar na maneira de testar essa ideia. Delimite como será o teste, qual o parâmetro de sucesso, com quem será realizada essa verificação e, é claro, não deixe de pensar nos riscos que investir nessa solução lhe custaria.

Realize quantos testes desejar, busque públicos diferentes em idade, poder de compra e interesses variados para ter uma visão mais ampla da validação para aquele produto.

É importante ser muito honesto consigo mesmo nesse momento e, caso a pesquisa indique que aquela solução não é bem aceita, volte todo o processo para a fase de ideias. Mas, se a resposta for positiva, é o momento de dar o próximo passo.

3. Tração do projeto

Essa etapa só deve acontecer após alcançar o sucesso nos testes do nível anterior. A tração é a estruturação da venda da empresa: time comercial, marketing, produção das peças ou refinamento do serviço… Tudo isso está na terceira fase! Esse é um momento crítico para algumas empresas, pois o resultado pode demorar um pouco mais para ser visto.

É importante manter o foco e não começar a testar diversos MVP’s, tentando prospectar muitos itens de uma só vez. Isso aumenta os custos e recursos humanos de toda a operação, perdendo o sentido de operar de maneira enxuta. Pense em sua persona e como impactá-la de maneira efetiva, para que a satisfação do público que participou do teste possa se repetir em larga escala.

Nessa parte, é comum que a equipe aumente, pois são mais tarefas a ser realizadas e nem sempre apenas os fundadores dão conta de cuidar do negócio. Entretanto, você não deve se esquecer de manter apenas o pessoal essencial para a operação, sem “tentar dar um passo maior que a perna” e correr o risco de levar prejuízo.

Para saber como melhorar o aproveitamento dos talentos de seu time, um bom time de backoffice será indispensável e suas atividades podem ser otimizadas por meio do RH Digital. Conheça o que é!

4. Escalada

A escalada é a última fase desse ciclo e é o momento de expandir a operação. É preciso pensar muito bem sobre como o negócio poderá dar conta de atender às demandas maiores, se irá aumentar a quantidade de produtos oferecidos, investir em maquinários melhores e outras tecnologias de gerenciamento.

É importante lembrar que essas etapas são válidas tanto para a criação de um novo negócio que utilize a metodologia quanto para o desenvolvimento de um novo produto. No segundo caso, a escalada pode ser uma melhoria, uma nova versão com mais funcionalidades ou que consiga realizar melhor a função para qual foi pensada.

Aplicando essas ideias e etapas, você conseguirá implementar o método lean startup em sua empresa. A aceitação de empreendedores a essa maneira de gerenciamento já é uma prova de como pode ser vantajoso para os negócios esse tipo de operação.

Acompanhe o blog da Clicksign para aprender ainda mais sobre formas de melhorar sua empresa e fique por dentro das melhores dicas! Confira também o post sobre Inside Sales e trabalho remoto, uma opção que pode ser aliada ao modelo de startup enxuta, reduzindo ainda mais os custos da marca!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.