Estamos contratando, veja nossas vagas.

Como pensar como uma startup e estar à frente das inovações do mercado neste novo milênio

Como pensar como uma startup e estar à frente das inovações do mercado neste novo milênio
Tecnologia e Negócios
Segmento:

Como pensar como uma startup e estar à frente das inovações do mercado neste novo milênio

Ter uma mentalidade de startup traz benefícios aos empreendedores e os ajuda a ter sucesso no setor. Identificar uma demanda por um produto, nicho, ou serviço é primordial para lançar uma empresa no mercado.

Você pode achar que para alavancar a sua empresa basta digitalizar processos, mas vai além disso. Pensar como uma startup é ter todo um código cultural contemporâneo ao novo milênio e às novas gerações de empreendedores e colaboradores que surgiram com ele.   

Nesta construção a sua empresa pode até ter diversas ferramentas de automação de trabalhos, mas se ela continua exigindo que o colaborador cumpra uma rígida carga horária, sem que haja a real valorização dos benefícios que os processos digitalizados trazem, acarreta em grande perda funcional para o seu negócio.

Se você ainda aplica na sua empresa esse tipo de estrutura e postura, há grandes chances de perder oportunidades no setor.

Para que você não fique para trás, neste artigo te mostraremos como é importante pensar como startup e como moldar esse pensamento. 

Pensar como uma startup é trabalhar por um propósito

Está certo, é muito bom chegar no começo do mês e ter garantido o dinheiro de seu trabalho. Mas será que é só isso? Trocar as horas de trabalho somente por ganhos financeiros é o ideal dessa nova geração? Sinto dizer, mas não. Não é. A geração do milênio procura viver de uma forma mais imediatista e valorizando o que lhe traz benefícios mútuos. Assim, o financeiro não é o que se destaca mas  sim, a satisfação diária em busca de mudança e de um propósito.

Portanto, para ir em busca de um diferencial e sanar a lacuna no mercado, é importante deixar claro para os colaboradores qual o propósito do produto, como é a cultura organizacional da empresa, quais são os valores presentes na marca e na origem da instituição.

Tudo isso é importante, pois faz com que o seu negócio vá além de uma simples gestão de  startup e se aproxime do público e dos seus colaboradores,  ocasionando uma aproximação deles com a sua causa. Esse vínculo motiva, aproxima e firma a sua marca. 

Você, neste momento, deve estar se perguntando: Ok! Mas o que eu devo fazer para minha empresa pensar como uma startup?

A resposta é que não existe exatamente uma fórmula para se pensar ou agir como uma startup. No entanto, há uma trilha.

No caso do empreendedor, ele precisa ter algo que o motive a empreender: o que ele gostaria de apresentar para o mundo; ou como ele poderia levar seu jeito de ser e de se comunicar para a empresa, e dela para a sociedade; seu modo de pensar; quem ele gostaria de ter por perto, trabalhando com ele; o quanto a vida pessoal é importante; quantas horas de seu dia são suficientes para ele lidar com o estresse do trabalho e ainda assim conseguir se satisfazer profissionalmente; e muitos outros fatores que podem preencher um livro sobre o tema.  

Imprevistos podem mudar drasticamente o mercado, mas conhecer a sua empresa fará com que você consiga driblar esses desafios.

O ambiente de trabalho

O ambiente de trabalho é um dos principais fatores que distinguem as startups de outras empresas. Embora englobe mais elementos, a cultura startup reflete em um ponto que é essencial e induz a um resultado prático: o clima na empresa. 

Quem trabalha ou já trabalhou em uma startup sabe que o ambiente de trabalho, e o clima que o envolve, é uma das principais motivações que levam os colaboradores a atuarem com disposição em suas atividades. E daí um dos motivos de sucesso das startups. 

Multidisciplinaridade 

Pensar como uma startup é ter consciência que há um número reduzido de colaboradores a sua disposição, mas ao mesmo tempo saber aproveitar as qualidades de cada um deles.

Pode parecer que menos colaboradores signifique uma menor produtividade, mas com isso a sua startup poupa custos e possibilita investimentos em otimização de tempo. Você não precisa de muitas pessoas em sua equipe, mas precisa de uma equipe que consiga dar conta de todas as tarefas de forma saudável e otimizada.

Dessa forma, para que você consiga otimizar os seus colaboradores, optar pela automação na sua startup é a solução. Não há mais espaço para empresas que reciclam profissionais em áreas diversas sem que haja o mínimo de estrutura, e por mais que a multidisciplinaridade precise ocorrer na sua empresa, os seus colaboradores renderam mais e você terá um grande fator diferencial para o mercado.

Saber com quem você fala e para quem se fala é o ponto chave para ter um negócio escalável. 

Vontade de aprender

Não é necessário conhecer ou seguir um caminho existente para que sua empresa aja como uma startup. Mas estar aberto a experiências que deram certo é um diferencial que só vai te ajudar. Da mesma forma, pode ser que seu negócio seja tão inovador que você pode ser o primeiro a atuar no setor. Se esse for o seu caso, o caminho será longo, e as lições vão ser aprendidas na prática, no dia a dia. Porém, é preciso manter a cabeça aberta para compreender o que os erros e acertos têm a ensinar. 

Aprender com a queda

Se você quer ser um empreendedor de sucesso, é preciso entender que não há espaço para sofrer por qualquer tipo de queda, perda ou fracasso. Isso é natural, neste setor saber assumir riscos é de extrema importância.

Para ilustrar essa incerteza no setor e a importância da persistência, podemos citar a Apple como um dos grandes exemplos de perseverança.

Na década de 90, mesmo sendo uma empresa precursora no seu nicho, a Apple passou por grandes dificuldades. Com a saída de um dos seus principais fundadores, Steve Jobs, a companhia despencou financeiramente. Os seus clientes almejavam inovação, mas essa demanda não estava mais sendo atendida. 

Portanto, entender a necessidade da sua empresa é importante para determinar as suas ações. Dessa forma, com a volta de Steve Jobs na virada do século, agora como CEO da companhia, ele rapidamente reagiu e introduziu a inovação que o seu público queria com o lançamento do iMac.

A partir do momento que a empresa voltou a implementar no mercado o que ela pregava em sua essência, gerou investimentos e vários outros lançamentos. Dessa forma, firmando a empresa aos olhos do consumidor e fazendo com que ela conseguisse o posto de uma das maiores empresas do mundo.

Sendo assim, é notório que uma das características comuns dos empreendedores que possuem destaque no setor, é a resiliência. Portanto, se você quer ter um negócio de sucesso não desista no primeiro erro, na primeira decepção ou no primeiro fracasso.

Entenda a necessidade mercadológica

Saber o que o mercado precisa é importante para firmar a sua empresa, pois a análise do cenário ajudará o seu negócio a ter um diferencial competitivo.

Você precisa pensar no que quer trabalhar e com o que quer atuar, após isso é preciso pensar no seu público e se realmente a sua ideia traz benefício para ele. Após traçar a necessidade dele, você poderá alinhar a estratégia  e testar a sua ideia no seu nicho.

Como já foi dito, errar é um dos passos para o sucesso, mas testar a sua ideia é uma oportunidade imprescindível.

Que tal além de pensar, agir como uma startup?

É isso, quando você assumir todas essas atitudes, que são culturais e mercadológicas, aí sim poderá partir para a implementação de estratégias, tecnologia, e de todos os processos digitais que as startups usam. E neste caso, poderá automatizar processos, otimizar etapas operacionais com ferramentas de gestão digitais, usar soluções como as da Clicksign, e diminuir tempo de ciclo de fechamento de vendas. 

Para que você cresça é preciso que dê pequenos passos, e analise o que é importante para o sucesso da sua startup. 

Vá com calma, siga todos os passos mencionados neste artigo e construa uma estrutura firme para que a sua empresa possa se destacar. Não tema erros, e coloque em prática o propósito do seu trabalho.

Se você deseja digitalizar os seus processos, como fazem as principais empresas do mercado, de uma maneira aplicável e juridicamente válida, não perca tempo e conheça agora nossos Planos e Preços.

Avalie esse conteúdo

Comments (6)

  1. Até que fim achei o que estava procurando. Artigo bem
    completo sobre o assunto. Obrigado pela informação.
    Compartilhei no meu pinterest.

    07/12/2020 at 04:37
    |Responder
  2. Antônio Torquato Lima Coelho

    O futuro importa, encantemos as crianças. Prof. Torquato

    21/08/2021 at 14:16
    |Responder
  3. LUCIANO MARINHO DA MOTTA

    Obrigado!
    Muito esclarecedor e comecei a entender o sentido de ser uma startup.

    22/09/2021 at 22:55
    |Responder
    1. Ashley Paes

      Olá, Luciano. Como vai?

      Que bom que você gostou do conteúdo! Se quiser receber mais artigos como este no seu email, assine nossa newsletter. Todo mês enviamos conteúdos com temas relacionados à tecnologia, inovação e segurança, para ajudar a simplificar sua forma de fazer negócios: Clique aqui para se inscrever.

      Aguardamos você,
      Até logo.😁

      27/09/2021 at 11:28
      |Responder
  4. Vania

    Perfeito, aprendi muito. Na sabia sequer o que era uma startup. Oba! Agora sei

    23/09/2021 at 10:32
    |Responder
    1. Ashley Paes

      Olá Vania!

      Que legal, ficamos muito felizes em saber que nossos conteúdos estão te ajudando e te ensinando. Compartilhar conhecimento é incrível mesmo!

      Caso você queira receber conteúdos como este no seu email, assine nossa newsletter mensal clicando aqui. Compartilhamos conteúdos com temas relacionados à tecnologia, inovação e segurança, para ajudar a simplificar sua forma de fazer negócio!

      Até breve. 😁

      27/09/2021 at 11:31
      |Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *