Assine um documento usando o Pix, saiba mais.

Blog

Tecnologia na educação: 7 motivos para implementar

Tecnologia na educação
Tecnologia

Tecnologia na educação: 7 motivos para implementar

Sua escola já adotou a tecnologia na educação? 

Ainda não?!

Quanto tempo mais sua instituição de ensino vai permanecer afastada do futuro? 

Há uma máxima presente na área da educação que diz que: “a escola tem uma estrutura do século XIX, com professores do século XX ensinando alunos que estão no século XXI”. 

E você, em que estágio está quanto à tecnologia?

Já está mais do que na hora de acompanhar as tendências e implementar uma série de soluções tecnológicas para a educação.

Para agir com sucesso em sua escola são necessários alguns cuidados, como descobrir quais as melhores formas de manter as crianças atentas à aula. Pois, embora o método tradicional esteja em vigor há anos, os resultados que ele traz já não são tão eficazes como antes. 

Por isso, vamos apresentar aqui 7 motivos para adotar a tecnologia na educação.

1 – A tecnologia na educação melhora a qualidade do ensino

Implementar a tecnologia em sua escola vai fazer com que a rotina diária de ensino se transforme em uma verdadeira experiência de aprendizagem. Pois o professor na sala de aula sofre uma concorrência desleal com as redes sociais, com os games e com os mais diversos aplicativos para smartphones. 

Se não houver a apropriação da tecnologia pelos professores e instituições de ensino, corre-se o risco de perder a atenção dos alunos. 

Mas esse é só um dos motivos. O outro é que utilizando o conceito de ominichannel o aprendizado vai cercar os alunos por todos os lados. 

Uma coisa é fato. Os alunos não vão abandonar a tecnologia. Eles nasceram com ela e vão carregá-la sempre, correndo o risco de serem atropelados por ela, caso não o façam.

2 – O envolvimento nas aulas vai crescer

A geração que está hoje dentro das salas de aula é a de crianças que nasceram já no novo milênio e têm a internet como algo muito natural, que faz parte da vida deles. Portanto, o uso da tecnologia pelos professores vai aumentar, e muito, a curiosidade das crianças no tema da aula. 

Isso vai fazer com que o engajamento dos alunos cresça e eles se envolvam mais no assunto ensinado, questionando o professor e participando ativamente da aula.

Com a tecnologia na educação, os estudantes deixam de ser simples espectadores de um mestre que detém todo o conhecimento, para se tornarem protagonistas de seus aprendizados.  

3 – Os alunos vão se integrar mais entre si

A tecnologia atua incentivando com que os alunos aumentem a interação entre si. Isso potencializa a comunicação interpessoal, desenvolvendo habilidades sociais. Assim, a educação básica tende a ter uma evolução enorme ao longo do tempo. 

Os recursos tecnológicos permitem com que as crianças se socializem mais e, dessa forma, criem um ponto em comum em suas comunicações. O trabalho em equipe é desenvolvido desde a mais tenra idade, para que, quando adultos, estejam melhor capacitados para o mercado de trabalho. 

As aulas com a tecnologia são, portanto, muito mais dinâmicas, divertidas e envolventes. Criando, assim, alunos mais engajados e dispostos a aprender.  

4 – A tecnologia na educação aproxima pais e escola

Ainda que em sua maior parte as inovações no ensino ocorram entre alunos e professores, a tecnologia na educação não deve ser restrita às salas de aula. Há mais fatores envolvendo o aprendizado. Entre eles estão a diretoria da escola, a coordenação pedagógica, a secretaria e os responsáveis pelas crianças, que na maioria dos casos são os pais e a mães dos alunos.

Portanto, a participação da família no processo de ensino é de extrema importância. A tecnologia vai atuar, dessa forma, facilitando a conversa entre os responsáveis e a escola. Assim, dentro do lar tende a ocorrer uma melhora afetiva com os pais participando mais da vida escolar dos alunos.  

5 – O número de reprovações tende a cair

Com a tecnologia na educação, os estudantes tendem a demonstrar maior interesse nas aulas. Por isso, o número de reprovações cai vertiginosamente. Com a utilização de métodos de ensino tecnológicos responsáveis por engajar os alunos, o aproveitamento das aulas é muito maior. Isso se reflete nas notas que crescem devido a maior facilidade de compreender o material de estudo. 

Os professores conseguem atender e auxiliar melhor os alunos com o uso da tecnologia. Assim, conceitos com maior complexidade têm uma assimilação mais fácil por parte dos alunos. 

Com menos alunos reprovando, menor se torna a evasão escolar, o que evita uma redução na rentabilidade da escola. 

6 – Preparação para o mercado de trabalho do futuro

O investimento da tecnologia na escola não produz resultados apenas no campo acadêmico. Muito mais amplo do que isso, ela vai preparar os alunos de hoje para serem os profissionais de amanhã. 

Os jogos de video games, por exemplo, estimulam com que as crianças tenham sua criatividade aumentada e geram nelas a iniciativa para solucionar problemas reais. Duas habilidades muito importantes para quem deseja desenvolver uma carreira profissional de sucesso.

Além disso, é muito difícil imaginar que a tecnologia não irá fazer parte das empresas. Isto já acontece hoje, quanto mais no futuro. Portanto, criar com uma educação tecnológica significa deixar as crianças melhor preparadas para enfrentar o mercado de trabalho. 

7 – A tecnologia na educação é um diferencial para sua escola

Nós sabemos que não são todas as escolas que integraram a tecnologia na educação. Esse processo, aliás, é muito lento. Mas está acelerando cada vez mais. 

Os colégios mais avançados em questão de ensino já usam da tecnologia há algum tempo. Por sinal, essas são as escolas mais concorridas. Pois oferecem um ensino de qualidade e, ao mesmo tempo, inovador, conseguindo o reconhecimento dos responsáveis pelos alunos e, com isso, aumentando o número de matrículas.

Bônus

Já que você chegou até aqui, merece um bônus, um conteúdo especial.

Você sabia que não é apenas dentro das salas de aula que uma instituição de ensino pode usar a tecnologia?

Uma tendência é fazer com que processos demorados e que demandam muito trabalho da secretaria, como as matrículas e rematrículas, sejam totalmente digitais e online. 

Como isso?

Com o Fluxia, um módulo de automação e gestão de contratos, é possível enviar o contrato de matrícula por e-mail, SMS ou WhatsApp. Os responsáveis pelos alunos preenchem os campos variáveis do documento e pronto, o contrato de matrícula já pode ser assinado eletronicamente e online. 

A facilidade desse processo transforma a rotina da secretaria de uma escola e a dos pais de alunos.   

Assim, podemos perceber que a tecnologia na educação é uma realidade que veio para ficar e quanto melhor as instituições de ensino a dominar, mais atualizadas com o novo milênio elas estarão. 

Gostou desse conteúdo? Assine nossa News e tenha acesso a muitos artigos como este, todo mês!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *