Estamos contratando: Conheça nossas vagas.

Blog

Trabalho remoto: afinal, o que é e como fazer na minha empresa?

Video conferência ilustrando o trabalho remoto
Business

Trabalho remoto: afinal, o que é e como fazer na minha empresa?

Não dá pra negar que a pandemia e suas novas rotinas foram os grandes responsáveis pela expansão do trabalho remoto em uma escala sem precedentes. A necessidade de manter as atividades acontecendo fez com que empresas antes bastante tradicionais se arriscassem em modelos alternativos de funcionamento, mesmo sem a preparação necessária. 

Essa aceleração não planejada abriu os olhos de muitos empresários. Os mais atentos aos movimentos do mercado notaram que a adoção de métodos remotos ou híbridos de trabalho aconteceria mais cedo ou mais tarde. Com a transformação digital e a exigência de que os processos funcionem de maneira fluida, sem interrupções, fica cada vez mais difícil trabalhar apenas no presencial.

Quem observa as tendências já compreendeu que o teletrabalho será levado para além do cenário de pandemia! E para te ajudar a implementar o trabalho remoto de maneira sólida, sem improvisos ou instabilidades, é importante esclarecer o seu conceito e adotar algumas estratégias novas. Acompanhe o post e entenda!

Trabalho remoto é diferente de home office? 

Sim! Trabalho remoto e home office são coisas diferentes, apesar de se conectarem em diversos aspectos. Essencialmente, o que difere o trabalho remoto do home office é o local e as condições em que se trabalha.

O teletrabalho, outro nome para trabalho remoto, pode ser feito em casa, em um coworking, em um parque ou em qualquer outro ambiente sem vínculos com a empresa contratante – incluindo a casa do trabalhador!

Essa modalidade foi adicionada à CLT e possui suas especificidades. Por exemplo: o trabalhador em regime de teletrabalho não é submetido ao controle de horas trabalhadas e, por isso, também não ganha gratificações de acordo com horas extras trabalhadas. Além disso, os custos do trabalho remoto são de responsabilidade do trabalhador. Todos esses elementos devem estar explicitados em contrato.

Importante lembrar que uma das grandes características do teletrabalho é a realização de rotinas através dos meios digitais. O trabalhador e a empresa contratante devem se comunicar pela internet, intranet ou software para realizar as tarefas.

O home office, em contrapartida, é uma prática ainda bastante recente no mercado de trabalho brasileiro, motivo pelo qual ainda não teve suas características consolidadas na legislação. Em tradução literal quer dizer “escritório em casa” e, de fato, é uma modalidade realizada em ambiente doméstico na grande maioria das vezes.

Mesmo assim, o trabalhador ainda dispõe de um espaço dentro das dependências físicas da empresa para trabalhar quando necessário, seja por falta de recursos, como em situações de queda de energia, ou por quaisquer outros empecilhos que possam afetar sua rotina de trabalho.

Essa modalidade nem sempre é explicitada em contrato de trabalho, e as horas trabalhadas são contabilizadas como se estivessem sendo realizadas presencialmente. Horas extras recebem bonificação, bem como são descontadas faltas e atrasos. É de responsabilidade do empregador fiscalizar as jornadas de trabalho, bem como deverá oferecer materiais para que o trabalhador tenha condições dignas de trabalhar em casa. 

Para resumir, seguem as definições:

  • Trabalho remoto: também chamado de teletrabalho, é toda prestação de serviços feita à distância, fora das dependências físicas do empregador. É previsto pela CLT.
  • Home office: é o trabalho remoto feito, geralmente, no ambiente doméstico. Nem sempre é acordado em contrato. Valem as mesmas regras previstas na CLT para o trabalho presencial.

Quais são os benefícios do trabalho remoto?

Há muito a se ganhar com flexibilização do local de trabalho dos seus funcionários, seja qual for a modalidade de trabalho remoto selecionada pela empresa. Veja só: 

Benefícios para colaboradores

Eliminação dos gastos com transporte

O benefício mais evidente para colaboradores é a redução ou eliminação dos gastos de transporte para trabalhar. Esses recursos podem ser alocados em outras áreas do dia a dia, em especial na qualidade de vida e lazer.

Maior liberdade de horários

A economia com o transporte também é notada no fator tempo. Sem a necessidade de deslocamentos diários para o trabalho, o colaborador tem mais liberdade para organizar seu dia e desfrutar do tempo livre. Além disso, na modalidade de teletrabalho, o colaborador tem jornadas flexíveis e pode adequar seu expediente à sua agenda. 

Possibilidade de conhecer novos espaços

Trabalhando remotamente o colaborador pode viajar sem interromper sua rotina com a empresa. Ele também poderá conhecer outros espaços de trabalho, como coworkings, livrarias, cafés. As possibilidades são amplas! 

Benefícios para empresas

Equipe feliz e motivada

Todos os benefícios para colaboradores se convertem em benefícios para a empresa! Funcionários que podem optar pelo trabalho remoto se sentem considerados pela instituição, ouvidos e valorizados. 

Redução de custos

A empresa economiza com elementos como espaço, infraestrutura, mobiliário e recursos. É possível dizer, ainda, que uma configuração híbrida é uma das grandes responsáveis pela escalabilidade dos negócios. O trabalho remoto e suas modalidades são especialmente importantes para as empresas que querem crescer rápido, alinhadas com as tendências do mercado. 

Maiores possibilidades de contratação

Ao oferecer as modalidades de trabalho remoto, sua empresa poderá contratar e reter talentos de qualquer estado ou país. Crie equipes mais preparadas e inovadoras unindo potências que antes, por razões geográficas, não conseguiriam trabalhar juntas. 

Como implementar o trabalho remoto sem correr riscos?

Entendemos que, neste momento, o trabalho remoto é mais uma necessidade que uma opção. Mesmo assim, é necessário lembrar que esta é uma ótima oportunidade para adequar sua empresa a uma das tendências mais evidentes do mercado de trabalho!

É possível incluir o trabalho remoto dentro das políticas do seu negócio de maneira segura, organizada e personalizada – tudo o que você precisa para usufruir dos seus benefícios a longo prazo, sem riscos. Para isso, é preciso seguir algumas dicas: 

Planeje estrategicamente

É importante estudar com calma a trajetória, os planos e o atual estado da sua empresa para tomar decisões mais assertivas quanto ao modelo de trabalho remoto a ser implantado. Questões importantes devem ser levantadas, como: 

  • Toda a minha equipe fará trabalho remoto?
  • O modelo de trabalho será selecionado pelo colaborador?
  • O que é melhor para minha equipe e minha empresa: o teletrabalho ou a modalidade home office? 

O planejamento e a tomada de decisões devem estar claros antes que o modelo de trabalho seja implementado. Estar preparado para responder às dúvidas do seu colaborador exige um bom planejamento estratégico! 

Regularize o processo

Tomadas as decisões com seu time de gestão, faça as regularizações necessárias de acordo com a modalidade selecionada. Esse processo é crucial para a segurança da sua empresa e do seu empregado. 

Acesse nosso post especial para saber mais sobre a regulamentação jurídica e conferir um modelo de termo aditivo ao contrato de trabalho para regularizar o teletrabalho. Com a Clicksign, você e seu colaborador poderão realizar a assinatura eletrônica do seu termo!

Forneça as ferramentas certas

Além de garantir que seu funcionário possui os recursos físicos necessários para a boa realização das tarefas, a empresa deve fornecer ferramentas digitais que facilitem a rotina de trabalho à distância.

Esses elementos são especialmente úteis em empresas cujo foco do trabalho é o gerenciamento de projetos em equipe. Meios de comunicação ágil, como o Hangouts e o Slack, ferramentas de gerenciamento de tarefas, como o Trello, além de um bom serviço de assinatura eletrônica são mais que necessários!

Falamos sobre cada um desses elementos e mais alguns no post “10 ferramentas para o trabalho remoto”. Vale a pena a leitura!

Otimize processos e gerenciamento à distância

Implementar o trabalho remoto significa, também, preparar sua equipe de RH para gerenciar à distância. Os processos de contratação, comunicação, controle de dados e controle de horas (se houver) são os mais exigentes.

Para quem deseja se aprofundar, criamos um material exclusivo com dicas de gestão remota do departamento pessoal – um artigo imprescindível para que sua empresa se modernize sem pular etapas.

Essa matéria foi útil para você e sua equipe? Deixe um comentário e mostre suas perspectivas sobre o assunto! Nós, da Clicksign, temos como objetivo criar uma comunidade colaborativa e aberta às novas ideias sobre gestão e tecnologia. Participe!

Para mais conteúdos relacionados a negócios e inovação, acompanhe nosso blog e não deixe de nos seguir no Twitter. Por lá você interage diretamente com nosso time e não perde nenhuma atualização.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *