Contrato por prazo determinado: o que é e como elaborar

Contrato por prazo determinado: o que é e como elaborar

Sempre que celebramos um contrato é importante definirmos qual o prazo de sua vigência, ou seja, por quanto tempo as partes contratantes estarão obrigadas a cumprir o que foi acordado entre elas. Nesse sentido, as partes podem celebrar um contrato por prazo determinado ou indeterminado. 

Neste artigo, exploraremos os aspectos mais relevantes dos contratos por prazo determinado e como a assinatura eletrônica pode ser uma aliada importante para a sua formalização.

banner teste grátis

O que é um contrato por prazo determinado?

Um contrato por prazo determinado é um acordo legal que estipula um período específico durante o qual as partes envolvidas concordam em cumprir suas obrigações contratuais. Esse tipo de contrato pode ser utilizado em diversas situações, como contratos de trabalho, acordos de prestação de serviços, contratos de locação, entre outros. Os contratos por prazo determinado estabelecem claramente o início e o fim dos direitos e obrigações acordados, oferecendo previsibilidade e segurança para as partes contratantes.

Elaboração de um contrato por prazo determinado

A elaboração de um contrato por prazo determinado envolve considerações particulares relacionadas à limitação temporal do acordo. Abaixo, destacamos aspectos específicos a serem levados em consideração durante o processo de elaboração.

Definição do prazo exato

O período de vigência do contrato por prazo determinado deve ser claramente especificado, incluindo a data de início e o seu término, o que é fundamental para a transparência da relação.

Condições de renovação e prorrogação

Caso haja a possibilidade de renovação ou prorrogação do contrato, as condições e os procedimentos detalhados para isso devem ser estabelecidos contratualmente, como prazos para notificações, critérios de desempenho que devem ser atendidos para considerar-se a renovação e a potencial duração de uma prorrogação.

Rescisão antecipada

As circunstâncias e as razões pelas quais o contrato pode ser rescindido antes do término do prazo determinado devem ser especificadas, bem como os procedimentos que devem ser tomados e as penalidades que devem ser aplicadas.

Cumprimento de obrigações

As obrigações e o cronograma a ser seguido (quando aplicável) durante a vigência do contrato devem ser detalhados no instrumento: marcos, entregáveis, datas-limite e quaisquer cláusulas relacionadas à qualidade do trabalho ou dos produtos entregues.

Encerramento do contrato

Caso o contrato tenha uma data de término específica, a inclusão de cláusulas que abordem as ações que devem ser tomadas no ato do encerramento do acordo deve ser considerada, ou seja, disposições para transferência de responsabilidades, encerramento de contas ou transição para outro prestador de serviços.

Conformidade legal

O período de vigência e quaisquer cláusulas associadas devem estar de acordo com as leis e regulamentos locais e internacionais pertinentes ao tipo de contrato e às partes envolvidas. Conforme veremos mais adiante, existem alguns tipos de contrato por prazo determinado que devem seguir regras específicas.

Cláusulas contratuais

Todas as disposições descritas nos itens anteriores, como período de vigência, condições de renovação e prorrogação e de rescisão antecipada devem ser incorporadas ao contrato na forma de cláusulas contratuais. Isso é fundamental para resguardar as partes em qualquer discussão futura acerca das condições acordadas.

Negociação transparente

Embora esse princípio seja um norte para todos os tipos de contrato, é importante destacar que as cláusulas relacionadas ao prazo determinado devem sempre ser negociadas de forma transparente antes da assinatura do contrato.

Essas considerações específicas para contratos por prazo determinado ajudam a assegurar que o acordo seja preciso, justo e alinhado com as necessidades das partes envolvidas.

Disposições após o término do contrato

As cláusulas presentes em um contrato por prazo determinado, via de regra, são aplicáveis apenas durante o seu período de vigência. No entanto, existem disposições que podem determinar obrigações que persistem mesmo após o término do prazo contratual, sendo as duas principais a confidencialidade e a não competição ou non compete.

Confidencialidade

A cláusula de confidencialidade estabelece que ambas as partes concordam em não divulgar obrigações confidenciais relacionadas ao contrato, empresa, clientes ou qualquer outra informação estratégica durante e após o término do contrato. Os aspectos que devem ser considerados para a elaboração desta cláusula são:

  • definição das informações confidenciais, garantindo que ambas as partes estejam cientes do que está sendo protegido pela cláusula; 
  • prazo de vigência da confidencialidade, que pode perdurar mesmo após o término do prazo contratual; 
  • exceções que permitem a divulgação de informações confidenciais, como por exigência legal; 
  • penalidade por violação da cláusula, podendo incluir compensação financeira.

Não competição ou non compete

A cláusula de não competição ou non compete veda que uma das partes entre em concorrência direta com a outra parte, mesmo após o término do contrato. Os aspectos importantes de serem considerados para elaboração desta cláusula são: 

  • definição de não competição ou non compete, devendo ser especificados quais atividades ou quais setores são vedados às partes praticar ou se envolver; 
  • prazo de não competição, que pode se estender mesmo após o término do prazo contratual; 
  • penalidades por violação da cláusula.

Essas disposições possuem um papel fundamental na proteção dos interesses comerciais e na manutenção da integridade das relações contratuais. A inclusão de cláusulas de confidencialidade e não competição em um contrato por prazo determinado aumenta a garantia de que ambas as partes continuarão a cumprir com essas obrigações mesmo após o término do contrato.

A relevância da assinatura eletrônica em contratos por prazo determinado

Em contratos por prazo determinado, a escolha da assinatura eletrônica desempenha um papel facilitador a questões específicas desse tipo de acordo. Vamos explorar por que a assinatura eletrônica é particularmente valiosa neste contexto.

Agilidade

Contratos por prazo determinado muitas vezes envolvem projetos de curto prazo que requerem agilidade nas negociações e na formalização do acordo. A assinatura eletrônica permite que as partes concluam o processo de assinatura de forma remota, eliminando a necessidade de reuniões presenciais, envio de documentos físicos e atrasos no processo.

Facilidade de gestão

Ao utilizar a assinatura eletrônica, empresas e profissionais podem reduzir significativamente custos e esforços com organização de impressão de documentos, envio, arquivamento e armazenamento de vias físicas. Isso simplifica a gestão de contratos por prazo determinado e o resultado é a economia de recursos financeiros e a otimização de processos.

Rastreamento e autenticidade

A assinatura eletrônica oferece uma trilha de auditoria detalhada que registra todas as interações com o documento, garantindo a autenticidade e integridade do contrato. Isso é especialmente importante em contratos por prazo determinado, nos quais a documentação precisa ser consultada com mais frequência para potenciais revisões e futuras referências.

Facilidade de compartilhamento

A assinatura eletrônica simplifica a distribuição do contrato para as partes envolvidas, independentemente da sua localização geográfica. Em projetos de curto prazo, em que a agilidade é essencial, esse facilitador se torna um atrativo.

A assinatura eletrônica se destaca como uma ferramenta valiosa em contratos por prazo determinado, proporcionando agilidade e economia de recursos. Ao adotar essa prática, as partes envolvidas podem otimizar o processo de formalização do contrato e concentrar-se no sucesso do projeto em questão.

Rescisão de contratos por prazo determinado

Conforme já mencionado, a rescisão de contratos por prazo determinado é uma etapa importante no ciclo de vida desses acordos, exigindo atenção especial às particularidades envolvidas. Aqui estão as considerações e procedimentos relevantes para a rescisão deste tipo de contrato.

Rescisão no término do prazo

Em contratos por prazo determinado, a rescisão ocorre naturalmente ao final do período acordado. Nesse momento, as partes devem verificar se todas as obrigações foram cumpridas e proceder com a conclusão do contrato.

Aviso prévio

Geralmente, os contratos por prazo determinado não exigem aviso prévio, pois sua duração já está estabelecida. No entanto, é possível incluir uma cláusula estabelecendo a necessidade de notificação antes da rescisão.

Rescisão antecipada

Em situações excepcionais, as partes podem rescindir o contrato antes do término do prazo. Nesse caso, é fundamental consultar as cláusulas contratuais que tratam da rescisão antecipada, como prazo para notificação e a aplicação de eventuais penalidades.

Prazo máximo legal

Há casos em que a lei determina um prazo máximo para os contratos por prazo determinado, principalmente em contratos trabalhistas. Nesses casos, quando o contrato atinge esse prazo máximo, a rescisão ocorre automaticamente. É fundamental estar ciente das limitações legais para contratos por prazo determinado e atuar de acordo com essas restrições.

Verificação de obrigações

Antes da rescisão, é importante verificar o andamento de todas as obrigações estipuladas no contrato, como pagamentos em aberto ou entregas que devem ter sido realizadas e tomar as ações necessárias para finalizá-las no momento da rescisão.

Comunicação adequada

Embora em regra não haja necessidade de uma notificação formal para proceder com a rescisão contratual, é importante que os envolvidos no cumprimento das obrigações contratuais, como funcionários, clientes, fornecedores ou qualquer outra parte interessada sejam comunicados do término do contrato.

Renovação e prorrogação

Conforme já mencionado, a renovação ou a prorrogação de contratos por prazo determinado é uma prática comum em contextos empresariais. No entanto, é essencial abordar essas ações levando em consideração as particularidades deste tipo de contrato.

Clareza contratual

A possibilidade de renovação ou prorrogação do contrato por prazo determinado deve estar claramente disposta no instrumento contratual, a fim de que as partes possam se preparar para as futuras negociações das novas condições que serão acordadas.

Condições de renovação

No caso em que a renovação do contrato esteja atrelada a condições específicas, como a entrega satisfatória de um projeto, a necessidade de continuidade dos negócios ou outras considerações, essas condições devem estar estipuladas no instrumento contratual.

Limitações legais

Existem contratos por prazo determinado que possuem limitações legais em relação à renovação e prorrogação que devem ser levadas em consideração.

Notificação antecipada

Os contratos por prazo determinado podem exigir a notificação com determinada antecedência por uma das partes informando a intenção de renovar ou prorrogar o contrato, a fim de permitir a preparação para a continuidade das relações.

Renegociação

A renovação ou prorrogação pode ser uma oportunidade para renegociação dos termos contratuais, como valores, obrigações, cronogramas e até mesmo estabelecer um prazo determinado diferente do anterior.

Comunicação transparente

As partes envolvidas devem ser comunicadas sobre a intenção das partes de renovar ou prorrogar o contrato, o que é fundamental para que o cumprimento das obrigações futuras seja preparado com antecedência.

Documentação adequada

O contrato original deve ser atualizado ou deve ser firmado um aditivo contratual especificando os novos termos, a fim de que fique devidamente registrada a renovação ou prorrogação do contrato por prazo determinado.

Avaliação de necessidade

Sempre antes de renovar ou prorrogar um contrato, é necessário avaliar se essa é a opção mais adequada para as necessidades do negócio.

A renovação e prorrogação de contratos por prazo determinado podem ser estratégicas, mas devem ser conduzidas com atenção às cláusulas contratuais, regulamentações legais e às necessidades específicas do contrato em questão. Essas considerações ajudarão a garantir que a renovação ou prorrogação ocorra de maneira eficaz e em conformidade com todas as partes envolvidas e com as leis aplicáveis.

Conclusão

Os contratos por prazo determinado desempenham um papel fundamental em uma variedade de contextos, desde o mundo empresarial até as relações trabalhistas. Este artigo explorou as complexidades e nuances desses contratos, destacando as especificidades que devem ser consideradas para que as partes envolvidas aproveitem ao máximo os benefícios e minimizem os riscos.

Em resumo, contratos por prazo determinado podem ser ferramentas valiosas para atender a necessidades específicas das partes envolvidas. No entanto, o sucesso na utilização desses contratos requer uma observação cuidadosa de suas particularidades e um compromisso com a conformidade legal e contratual.

Ao adotar uma abordagem atenta e proativa, as partes envolvidas podem maximizar os benefícios e minimizar os riscos associados a esses acordos, promovendo relacionamentos vantajosos e resultados positivos.

Saiba como as soluções de assinatura eletrônica da Clicksign podem ajudar a sua empresa no fluxo de contratos! Teste gratuitamente por 14 dias, sem precisar de cartão de crédito.

Gostou? Compartilhe!

Pronto para começar?

Experimente grátis por 14 dias e veja como a Clicksign pode mudar o jeito como você faz negócios!

Tela do App Clicksign