Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Presencial vs Online: Como aumentar o índice de matrículas atualmente? 

Mãe e filha usando computador para fazer matrícula online
Assinatura eletrônica / Educação / Negócios

Presencial vs Online: Como aumentar o índice de matrículas atualmente? 

Se você é da área de educação, provavelmente já se deparou com os atrasos expressivos nas temporadas de matrícula e rematrícula. É necessário juntar documentos, coletar assinaturas, aguardar que os pais se desloquem até sua instituição, ou que os alunos tenham tempo para correr até a secretaria antes do fim das aulas.

Nessa realidade em que tudo acontece a partir da tecnologia, seus alunos são movidos por cliques objetivos e, em menos de um minuto, surpreendidos por inúmeras informações. Existe uma maneira muito mais flexível e assertiva de se posicionar nesse cenário.

É nesse momento em que acontece a intervenção da internet. O ensino híbrido, por exemplo, é uma modalidade cada vez mais adotada entre os jovens. Essa flexibilidade revela o perfil comportamental de um novo milênio inquieto, acostumado a fazer diversas coisas ao mesmo tempo, tudo pela tela de um dispositivo.

É importante pensar que a satisfação dos pais dos alunos é amplamente ligada à praticidade, aquilo que dá menos trabalho. Para que haja renovação de contratos e para reter esses alunos, é necessário ter consciência de como a tecnologia influencia esse público.

Visando sair na frente em meio a competitividade e se destacar entre as soluções inovadoras que estão surgindo, uma instituição precisa se mostrar capaz de acompanhar o ritmo de seus alunos. Otimizar seus processos e facilitar a vida de ambas as partes, é seguir pela lei do menor esforço e, tudo isso, já é um ponto significativamente positivo no ato da matrícula. “Como?” É isso que vamos discutir no post de hoje.

O passo a passo para o recorde em temporadas de matrícula online

Pense como funciona o processo de matrículas tradicional. Visitas à escola, disponibilidade da secretaria, mapeamento dos pontos fortes e pontos a melhorar; agora, passe tudo isso ao âmbito virtual. Não é muito diferente e, na realidade, pode tornar-se até mais assertivo! Vamos a alguns passos:

1. Invista na realidade aumentada

Dentre tantas tecnologias que estão revolucionando a educação, a realidade aumentada é uma delas. Torna-se possível fazer tours de onde você estiver, com riqueza em detalhes e, muitas vezes, de forma interativa! Esse modelo vem sendo comumente adotado por instituições que querem captar e instigar alunos por intermédio de sua estrutura. Muito mais que isso, porém, ainda mostra o nível de acesso que o potencial aluno tem às informações e história da escola.

2. Marketing escolar

Uma estratégia que te permitirá traçar perfis comportamentais mais recorrentes, bem como acessá-los de forma direta e indireta. Em temporadas de matrícula, é importante saber onde seu público predominante passa a maior parte do seu dia: na internet, redes sociais, plataformas de pesquisas ou de estudo; não importa. Ao mínimo interesse desses usuários, sua escola será sugerida diversas vezes por segundo, graças aos famosos algoritmos. O resto é com você:

  • Esteja disponível

Uma plataforma/site que leva o nome, logo, conceito e comunicabilidade com a sua instituição. É aqui que o acordo contratual torna-se ainda mais persuasivo: onde você vai construir motivos para que esses visitantes sejam seus alunos e, acima de tudo, queiram!

Nessa etapa, a equipe responsável pode trabalhar para desenvolver conteúdos atrelados à imagem da escola, aqueles que seus potenciais clientes podem gostar muito de ler. Além disso, disponibilizar secretarias eletrônicas sempre à disposição de qualquer dúvida ou negociação. Esse tópico está muito atrelado com o marketing escolar, uma vez que é na sua plataforma que a matrícula efetivamente poderá ser feita.

  • Se apoie na automação

Ainda na sua plataforma, uma das funcionalidades mais atraentes aos olhos dos consumidores atuais é a automação. Nessa lógica, entram o autoatendimento, a coleta rápida e ágil dos dados (nome, série, período de interesse, contato), além da possibilidade de traçar o perfil predominante de usuários que procuram a instituição.

Na prática, substituiria a secretaria abarrotada de lembretes, contatos e anotações, recebendo inúmeras ligações por dia e sem tempo hábil para focar em pontos específicos da temporada de matrículas, por exemplo.

  • Clareza nos objetivos e desafios

É imprescindível ter ciência dos pontos fortes e fracos da estratégia adotada pela instituição. Tecnicamente falando, a fim de fidelizar alunos e garantir mais deles, uma métrica precisa ser traçada para tal. E se você estiver investindo tudo em matrículas, quando deveria dar mais atenção ainda para as rematrículas? Se fosse o caso, a estratégia precisaria priorizar sobretudo a retenção de alunos, além da captação, por exemplo.

3. Time de vendas

É importante interpretar a matrícula como um ato contratual, bem como a escola como uma empresa. Dessa forma, recorrer a um time de vendas torna a abordagem e apresentação da instituição, muito mais persuasiva.

Enquanto os profissionais de vendas estarão focados no atendimento, conversão e busca de matrículas por meio de ligações, e-mails e ferramentas de comunicação, os profissionais de educação, por sua vez, podem dispensar seu tempo em planejamento de aula, calendários, lançamentos de notas e etc.

4. Faça as famílias conhecerem o cotidiano e ecossistema escolar

Aproximar seus clientes da sua rotina, principalmente quando se trata de captação de matrículas, é uma chave de ouro a ser usada. Mostre o diferencial da sua escola, as atividades, eventos desenvolvidos e conquistas dos alunos.

Não é segredo que, atualmente, a forma mais prática e intuitiva de se pesquisar sobre uma instituição, é pelas redes sociais, como Instagram e Facebook. Então torne esses canais seus aliados: Mostre o que sua escola está fazendo e faça-os querer participar também!

5. Adote a Assinatura Eletrônica

Um dos pilares, senão o maior e mais importante de todos os exemplos citados, é o uso da Assinatura Eletrônica/Digital. É exatamente esse detalhe que vai te permitir efetivar uma matrícula à distância, além de armazenar seus documentos de forma segura, eficiente e intuitiva na nuvem.

Revestida por tecnologia de ponta, a Assinatura Eletrônica possui a mesma validade jurídica que uma física, e permite que seus signatários comprovem sua identidade por meio de pontos de autenticação. Quer acabar com o acúmulo de papel, documentos e contratos espalhados pela secretaria? Essa é a sua chance.

 Que tal começar agora mesmo?

A temporada de matrículas começa em poucas semanas e estamos aqui para te ajudar. Teste grátis nossa plataforma de Assinatura Eletrônica por 14 dias, e assine nossa newsletter para descobrir como a tecnologia Clicksign atuará na sua instituição! Até a próxima!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *