Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

O boom de terrenos no metaverso: a nova tendência do Mercado Imobiliário

O boom de terrenos no metaverso: a nova tendência do Mercado Imobiliário
Tecnologia e Negócios
Segmento:

O boom de terrenos no metaverso: a nova tendência do Mercado Imobiliário

O metaverso tem a capacidade de transportar indivíduos para praticamente qualquer lugar do mundo, ao mesmo tempo em que permite que os usuários se comuniquem digitalmente. No Mercado Imobiliário, o aumento dos avanços na tecnologia tem resultado em um boom substancial no setor, com um número crescente de pessoas pagando preços astronomicamente altos por terrenos virtuais. 

A compra de um terreno ou imóvel em um mundo desabitado baseado em blockchain permite que as pessoas possuam uma parte desses mundos digitais, onde podem construir o que quiserem.

Como consequência, o crescimento da receita do mercado durante o período de projeção foi avaliado em US$ 821,9 milhões em 2021 e a expectativa é que atinja um valor de US$ 5.953,6 milhões até 2028 com um CAGR de 39,10% durante o período de previsão, de acordo com um levantamento realizado pela Vantage Market Research

Além disso, mais e mais companhias e celebridades estão se interessando por esse negócio milionário. Em 2021, uma das maiores vendas realizadas foi a de um terreno no The Sandbox, em uma propriedade vizinha ao do rapper Snoop Dogg, por US$450.000. 

Nesse sentido, o The Wall Street Journal conversou com empresas que investem em imóveis digitais para entender o modelo econômico e a razão pela qual tantos investidores estão gastando cada vez mais nesse universo:

Afinal, como funciona o processo de compra e venda de um terreno no metaverso?

Os imóveis do metaverso podem ser adquiridos da mesma forma que se compra um NFT (token não fungível). Ou seja, trata-se de item virtual único ou colecionável que pode ser adquirido e que ficará alojado completamente no mundo virtual.

Assim como os NFTs, os imóveis no metaverso são comprados com criptomoedas. Após a conclusão da transação, você recebe uma parte exclusiva do código blockchain, que serve como escritura de propriedade

A ideia é que uma plataforma metaverso proporcione uma conexão entre os mundos virtual e real. No Sandbox, por exemplo, uma plataforma do metaverso, os usuários têm a oportunidade de reivindicar a propriedade do próprio mundo. Lotes de “terra” são comprados, vendidos e negociados.

Ainda que qualquer pessoa possa comprar um imóvel digital, é fundamental identificar os motivos por trás dessa transação e avaliar se isso é ou não um bom investimento, pois da mesma forma que abre oportunidades de investimento para aqueles que, de outra forma, não seriam capazes de fazê-lo através de imóveis tradicionais, para aqueles que são adversos ao desconhecido e ao risco, essa pode não ser a via apropriada.

Quais são os players de destaque nesse mercado?

Atualmente, há inúmeras iniciativas para aumentar a eficiência na maneira como projetamos, construímos, compramos, alugamos, gerenciamos, avaliamos, financiamos, transacionamos, seguramos, protegemos, informamos e vendemos imóveis, resultando em muitas companhias disruptivas.

As PropTechs, diga-se de passagem, representam exatamente as startups de tecnologia que visa atender o mercado imobiliário.

Entre os principais players que operam no mercado imobiliário virtual, podemos citar:

  1. Decentraland

Essa é uma plataforma descentralizada construída no blockchain Ethereum, que é uma tecnologia que permite a criação de novos tokens e contratos inteligentes. Esses novos tokens foram marcados como NFTs (Non-fungible Tokens), em que cada um representa uma parcela de terra no metaverso.

  1. Axie Infinity

Axie Infinity é um jogo de RPG e plataforma de negociação que permite aos jogadores desenvolver seus próprios Axies – criaturas digitais baseadas na tecnologia blockchain. Seu mundo se chama Nursia e possui 7 tipos de terrenos, cada um com suas próprias utilidades e raridade. 

  1. Aavigotchi

Aavegotchi é um jogo de realidade virtual multiplataforma de código aberto (mundo) criado em cima do Ethereum Blockchain. Os jogadores usam avatares únicos para negociar com outros jogadores e explorar locais em todo o planeta. O “Gotchiverse” oferece terrenos que podem ser comprados. 

  1. Sandbox 

O Sandbox detém atualmente o maior número de terrenos (mais de cinquenta por cento) de qualquer plataforma, totalizando pouco mais de cento e sessenta mil. Esta nova plataforma procura trazer a terra de volta ao centro das atenções, oferecendo um aumento constante na população e no preço de cada imóvel, à medida que se torna mais desejável como investimento.

  1. Matrix World 

Esse é o novo concorrente que se uniu à lista de aplicativos blockchain que transacionam terrenos virtuais. O processo para a transação é simples e, usando a tecnologia Blockchain, todas as transações são honestas e feitas sem a necessidade de um órgão central. 

E, assim como qualquer outro tipo de imóvel, eles podem ser comprados, vendidos, comprados e alugados. O metaverso ainda é novo e ainda está em evolução, o que deixa muitos se perguntando se investir em imóveis virtuais vale o custo.

Quanto custa uma propriedade no metaverso?

Os valores dos imóveis virtuais flutuam de acordo com a demanda, mas vêm mostrando uma trajetória ascendente desde então.

“No final de dezembro de 2017, a Decentraland – outra plataforma de mundo virtual – realizou seu primeiro leilão de terrenos, onde os terrenos foram vendidos por cerca de US$ 20. No final de 2021, o preço das encomendas aumentou para US$ 6.000. Em meados de 2022, os preços mais que dobraram para cerca de US$ 15.000/parcela”.

Com o aumento do interesse na plataforma, o preço potencial de uma propriedade do metaverso parece não ter fim. No entanto, a maioria das propriedades custa entre US$ 6.000 e US$ 100.000. 

Como o metaverso pode impactar na indústria imobiliária?

A digitalização de processos e contratos imobiliários é uma tendência que está ganhando o mundo e as imobiliárias digitais precisam estar atentas a esse novo mercado. 

Para investidores, o metaverso espelha o mundo físico. Uma vez que se possui lotes no metaverso, é possível alugá-los ou vendê-los através de anúncios virtuais.

Para proprietários, da mesma forma, proprietários de terras digitais no metaverso podem alugar quiosques, outdoors ou locais privilegiados para grandes marcas que desejam anunciar.

Para imobiliárias e corretores de imóveis, dadas as oportunidades, o metaverso pode representar novos fluxos de receita, experiências únicas de marca e até servir como um termômetro para melhorar a usabilidade de imóveis físicos e possibilitar um novo futuro de trabalho.

Então, o que você está esperando? Se você deseja digitalizar os seus processos, como fazem as principais empresas do mercado, de uma maneira aplicável e juridicamente válida, não perca tempo e conheça agora nossos Planos e Preços.

Avalie esse conteúdo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *