Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Integração entre sistemas: aprenda mais sobre as API’s!

homem utilizando tablet para assinar documentos via API
Tecnologia

Integração entre sistemas: aprenda mais sobre as API’s!

Em tempos que a inteligência artificial e o machine learning estão cada dia mais presentes nos ambientes empresariais, ser capaz de entender o que o é a “Application Programming Interface” ou interface de programação de aplicações e o que ela representa faz toda diferença para otimizar o processo de assinatura de documentos, por exemplo.

Fazer parte da cultura paperless e digitalizar processos empresariais pode gerar diversas dúvidas, de modo que as mais latentes envolvem a segurança e a funcionalidade dos sistemas a serem adotados.

Nesse sentido, a Clicksign quer te ensinar como funciona a grande solução tecnológica que é a integração API de sistemas de assinatura digital e de certificação digital.

Afinal, o que é API?

API é a sigla em inglês de Application Programming Interface ou, em português, Interface de Programações de Aplicativos, e nada mais é do que um conjunto de definições e protocolos de que são usados para o desenvolvimento e integração de softwares ou aplicações.

Ainda não ficou muito claro? Vamos melhorar esse conceito o ligando às soluções de assinatura digital: uma API, que é um conjunto de padrões de programação, pode ser tida como um garantidor de funcionalidade de outras soluções — como a assinatura digital — sem que o usuário ou consumidor tenha que saber ao certo como essa ligação estrutural de aplicativos esteja, de fato, acontecendo.

A interface de um sistema é criada para o usuário final possa utilizá-la, então uma API é programada para que esse sistema específico possa recorrer às funcionalidades de outros sistemas, ou seja, por meio da API dois ou mais sistemas se comunicam sem que o usuário tenha que migrar entre as plataformas.

APP versus API

A API é uma matrix de aplicativos (APP), de modo que a primeira está por trás do funcionamento desses softwares funcionais, que são os aplicativos.

Enquanto você usa um aplicativo ou site, muito provavelmente uma API vai estar conectada a diversos outros aplicativos e sistemas para que os primeiros cumpram suam função.

Como funciona uma API?

Para entender como de fato esse conjunto de comandos, funções, protocolos e objetivos funcionam, que tal aprender na prática como funciona uma API através de exemplos? Aqui estão algumas possibilidades de uso de API na vida real para além do universo complexo da programação:

  • o advogado necessita de uma assinatura digital e um certificado digital para logar em determinado aplicativo e protocolizar documentos com validade jurídica, porém ele não precisa entrar tanto no sistema da assinatura digital como no do certificado digital para que ambos tenha essa validade: basta apenas ele fazer seu login na plataforma de uso final (INSS ou Projudi, por exemplo), e ali, por uma API que faz com que os sistemas de assinatura digital da OAB se comunique com o site da ICP-Brasil de certificação digital, ele consegue validar um documento e ainda compartilha-lo;
  • outro exemplo mais voltado ao E-commerce pode ser notado justamente na aba do pagamento do produto e serviço: o consumidor está no site do comércio virtual e neste lugar escolhe seu produto ou serviço, coloca no carrinho e finaliza a compra com seus dados bancários no mesmíssimo domínio sem precisar ir até o site do banco. Não se engane, essa comunicação entre o E-commerce e a rede bancária é por meio de uma API.

Agora sim, ficou bem claro, não é? A API valida de forma eletrônica documentos e ações, o que vai gerar diversas vantagens ao seu negócio, como falaremos mais adiante.

Integrando a assinatura digital ao software da empresa

Quando você tomar essa decisão — e é bem possível que agora você já esteja considerando de verdade o fazer, essa é uma lista de rotinas que serão otimizadas com essa integração no viés da assinatura de documentos:

  • geração de assinaturas básicas e avançadas;
  • autenticação de usuários em aplicações com certificado digital;
  • verificação de assinaturas digitais e listas de certificados, com relatórios de informações;
  • repositório de cadeias de certificação, etc.

Quando fazer a integração via API e por que isso é importante?

Se uma empresa quer destaque no mercado e aproveitar a transformação e inovação digital que tem cada dia mais se estabelecido no meio empresarial, para isso é preciso fazer a integração de sistemas via API de assinaturas digitais.

A digitalização de processos e documentos é inevitável, então por que não fazê-la de uma vez por todas? Acredite, essas facilidades serão visíveis tanto para a atividade empresarial como também serão notadas pelos consumidores.

Ademais, existem 3 motivos que mostram o porquê da sua empresa deve considerar a contratação de uma API:

  1. Maior segurança: o seu sistema vai contar uma aplicação desenvolvida por especialista da certificação digital (do ICP, sabe?), de modo a utilizar criptografias e demais métodos de autenticação e integridade de documentos e assinaturas;
  2. Obediência às regras de compliance: o sistema de assinaturas de API estará de acordo com o ICP-Brasil, o que faz com que normas e obrigatoriedades legais sejam seguidas;
  3. Empreendedorismo verde: com a desmaterialização de processos e documentos a sustentabilidade empresarial fica cada vez mais viável.

Benefícios do uso da integração de sistemas

Além dos benefícios já citados acima, a integração de sistemas via API possui mais vantagens como:

  • otimização de processos: não será necessário usar vários sistemas quando se possui uma API, logo a produtividade irá aumentar;
  • economia de recursos: não há por que se preocupar com a validade do sistema de certificação digital ou sua manutenção, a API já lida com essas particularidades;
  • segurança de informações: os dados de clientes e da atividade empresarial estão seguros na API, bem como o acesso será limitado a cada categoria de informação e procedimento, seguindo a política de segurança de informações e a LGPD;
  • velocidade otimizada: se um único sistema concentra todas as demandas de assinatura digital, então diversas operações tecnológicas podem ser realizadas ao mesmo tempo;
  • diminuição da burocracia: diminui-se o uso de papéis, a necessidade de logins múltiplos, dificuldade materiais e geográficas de assinaturas físicas, etc.

Caso você tenha se interessado pela possibilidade do uso de integração via API para sua empresa o API Clicksign Automação é o mais indicado para que o processo de assinatura eletrônica com validade jurídica se dê de forma simples e descomplicada!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *