Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

9 tecnologias na saúde para ficar de olho em 2022

tecnologia na saude
Tecnologia e Negócios
Segmento:

9 tecnologias na saúde para ficar de olho em 2022

Em 2021, com o cenário pandêmico global, o setor de saúde enfrentou diversos desafios para conseguir se adequar às necessidades dos pacientes e para diminuir o impacto em sua estrutura. Por conta disso, a implementação da tecnologia na saúde foi um marco significativo e imprescindível.

A pandemia destacou a importância da digitalização do setor e a necessidade de integração da tecnologia para facilitar a anamnese e o tratamento dos pacientes. As diferentes soluções de inovações estão causando um grande impacto no setor, pois, de todas as indústrias afetadas com a pandemia, o setor de saúde foi o que mais precisou se adequar digitalmente. 

Com os avanços tecnológicos significativos, a adaptação do setor foi algo prioritário. As grandes demandas de acesso à saúde fizeram com que essas inovações se tornassem um divisor de águas para que o setor de saúde continuasse oferecendo qualidade de serviço.

As inovações em saúde estão expandindo o setor e consequentemente atraindo cada vez mais investidores. De acordo com a CB Insights, atualmente existem 73 unicórnios no setor em âmbito global. Ou seja, o setor está extremamente aquecido e,  para entender a dimensão desse crescimento, é necessário observar as healthtechs: o que é e como elas têm modernizado a saúde

No momento, este é um setor que enfrenta desafios, com a regulamentação rigorosa dessas inovações, os custos cada vez mais altos e com a adaptação geral do mercado em relação à essa expansão tecnológica.Nesse artigo, você entenderá a importância dos impactos da tecnologia na saúde e aprenderá como implementar essas inovações no seu negócio.

Como a tecnologia está humanizando o setor de saúde:  

A estrutura social e comportamental atual têm sido afetadas pela necessidade do uso tecnológico. A implementação da tecnologia no setor de saúde tem os seus benefícios, mas a sua utilização precisa ser feita de forma humanizada, pois é necessário priorizar a relação e interação que os pacientes mantêm com o sistema de saúde e com os seus profissionais.

Pode-se dizer que um exemplo de aplicação dessa humanização  é a implementação do teleatendimento. A qualidade nos serviços da saúde e a boa experiência do paciente estão interligadas com as práticas escolhidas pelos hospitais, clínicas, consultórios  e outros ambientes de saúde. 

No contexto pandêmico, a telemedicina abriu portas para estreitar a relação entre os médicos e pacientes e, ao mesmo tempo, diminuiu consideravelmente os deslocamentos de pacientes, em casos de baixa gravidade, aos hospitais. Isso possibilitou a utilização mais efetiva do T.I na saúde e uma aceitação mais rápida dos profissionais e dos pacientes em relação às novas inovações no setor.

“Tudo isso colabora para estreitar o vínculo com o médico e a confiança nele. Podemos dizer que é o retorno do antigo médico de família, um profissional que acompanhava todo o histórico do paciente e conhecia as suas queixas e problemas de longa data”.

Andrey Abreu, gerente de sistemas da MV, empresa líder em desenvolvimento de softwares para o setor da saúde

No cenário nacional, a aceitação desse serviço tem sido vista com bons olhos pelos investidores, pelos pacientes e pelos profissionais de saúde. Segundo dados publicados pela CNN Brasil, a utilização da telemedicina teve um crescimento exponencial no Brasil e atingiu o seu pico em 2021, segundo os dados da pesquisa feita pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic) – pelo menos metade da população realizou consultas online e utilizou os serviços de telemedicina em 2021.

Por conta da urgência do serviço, a telemedicina foi regulamentada, provisóriamente, pelo Governo Federal através da Portaria 467 do Ministério da Saúde e pela Lei n°13.989 durante a pandemia. O setor de saúde não via outra saída para evitar aglomerações e, por isso, essa regulamentação provisória ocorreu. Porém, foi em maio de 2022 que o Congresso Nacional aprovou definitivamente o projeto de Lei nº 1998/2020 que autoriza e define a prática da telemedicina no Brasil. 

Com essa implementação, o comportamento dos pacientes foi alterado e atualmente os mesmos estão mais informados e mais exigentes. Há uma necessidade maior em relação à autonomia sobre a sua própria saúde. Nesse sentido, é importante que as instituições de saúde pensem em diferentes soluções, como aplicativos e dispositivos para atender a essa demanda.

A relação entre a tecnologia e a humanização dos serviços deve ter como foco melhorar o desempenho, a produtividade, a eficiência e a segurança sem sacrificar a confiabilidade e a acessibilidade de seus serviços. No momento, o setor de saúde enfrenta alguns desafios, mas a rápida adesão dos serviços de teleatendimento mostrou que mesmo o setor sendo rigorosamente regulamentado ainda há espaço para inovação.

Créditos: Poder360

9 tendências e recursos tecnológicos para acompanhar neste ano:

Com a aceleração no processo de transformação digital, o setor de saúde precisou acompanhar muitas mudanças. Apesar de ser um dos primeiros segmentos da economia a adotar a tecnologia, ainda há muito a ser feito.

Nos últimos anos, a pandemia acelerou o segmento de health e impulsionou as mudanças no setor. A crescente demanda possibilitou a implementação do teleatendimento, a utilização de softwares e novas ferramentas para acompanhar essa nova realidade.

“Houve uma mudança drástica por causa da pandemia. Depois de dois anos, vivemos a volta dos procedimentos eletivos, mas também percebemos um novo comportamento do paciente, mais preocupado com a prevenção. Pelo lado das fornecedoras de equipamentos e tecnologias, como é o nosso caso, é nítido que hospitais e clínicas não querem só uma máquina ou uma solução tecnológica. Eles querem o ciclo completo da venda e o pós-venda com a mais alta qualidade”.

Carlos Magno Barreiros, diretor-executivo da GE Healthcare para o Brasil

Os desafios atuais no setor dizem respeito à experiência do cliente, com foco na sua jornada de contratação. As tendências tecnológicas tornaram a experiência mais abrangente e acolhedora e, para que você saiba mais sobre a saúde e como as soluções digitais podem acelerar esse mercado, aqui estão as tendências que vão transformar a saúde em 2022:  

1.O uso de nuvem no setor da saúde

Com a necessidade imediata da adequação tecnológica no setor, houve uma mudança no consumo, armazenamento e compartilhamento de dados. Essa implementação possibilita uma maior integração entre os médicos, pacientes e instituições de saúde, pois essa tecnologia visa estabelecer integrações de informações em todo o sistema de saúde, independente do ponto de origem de armazenamento.

Segundo a pesquisa da Accenture, “A importância da Nuvem para a Saúde”, esse serviço é classificado como um dos três principais investimentos prioritários por cerca de 47% dos CIOs (Responsáveis pela Tecnologia da Informação) do setor de saúde.

2.Data Science e Predictive Analytics

Essa tecnologia possibilita ao setor uma compactação de dados e informações, o que assegura ao paciente, aos médicos e às instituições de saúde um armazenamento em larga escala de informações de forma mais acessível.

Um exemplo dessa implementação é a viabilidade de uma análise mais profunda feita pelos médicos, pois há dados ricos coletados e um histórico de informações criado. Dessa forma, é possível traçar um perfil fundamentado e diagnosticar problemas mais rapidamente.

3. Mais parcerias e novos players

Por conta da busca de expansão mercadológica, as organizações de saúde têm buscado outras instituições para fazerem parceria e até mesmo viabilizarem uma injeção de capital. Dessa forma, atualmente, há uma percepção favorável de investimentos no setor e uma gama maior de oportunidades. 

Um exemplo dessa expansão, é a fusão de companhias de seguros de saúde e de cadeias de farmácias que está ocorrendo nos Estados Unidos. Portanto, atualmente há diversas oportunidades através dos investimentos e de soluções inteligentes como é a Philips.

4. Robótica

Essa tecnologia possui vantagens para os médicos e para as instituições de saúde, pois o auxílio robótico diminui a margem de erro e ocasiona procedimentos mais precisos. De acordo com o relatório da Zion Market Research, até 2025 o investimento em robótica no setor deve aumentar cerca de 20%. Ou seja, a tecnologia empregada é um avanço exponencial.

A implementação de robôs no setor, pode ser empregada nas cirurgias, em softwares médicos, na recuperação dos pacientes e, até mesmo, em procedimentos de biópsia. Essas máquinas trazem um dos maiores avanços para o setor.

5. Nova fase da telemedicina

A telemedicina teve um grande destaque nos dois últimos anos, pois as consultas virtuais se tornaram obrigatórias durante a pandemia, gerando uma mudança brusca no cotidiano dos pacientes e dos médicos.

As consultas virtuais tiveram uma grande adesão e, segundo a pesquisa Panorama das Clínicas e Hospitais, realizada pela Doctoralia em parceria com TuoTempo, 63% dos centros médicos estão oferecendo atendimento por telemedicina. Isso demonstra a força e a importância que essa tecnologia está tendo e que ainda terá nos próximos anos.

Portanto, com a grande adesão, o interesse comercial nessa tecnologia está tendo um crescimento considerável e necessitará futuramente de mudanças e de uma estrutura mais robusta de seus serviços.

6. Inteligência Artificial

Uma nova vertente tecnológica que está se expandindo é a inteligência artificial. Ela tem como principal característica a melhoria da capacidade de tomada de decisão dos médicos.

A IA é uma coleção de tecnologias avançadas que permite às máquinas descobrirem,  compreenderem, raciocinarem, agirem e aprenderem. Além disso, elas possibilitam o processamento de diversos tipos de dados, como por exemplo a voz, imagem etc.

Essa tecnologia é capaz de aumentar a produtividade dos serviços  de saúde, produzir melhores resultados e, também, ser útil na busca e redução do ciclo de desenvolvimento de tratamentos para doenças existentes, gerando assim uma redução de custos e tornando os processos mais rápidos.

7.Realidade Aumentada e Realidade Virtual

Essa tecnologia vai muito além de apenas entretenimento, ela é um exemplo direto de como os avanços tecnológicos podem aprimorar significativamente a maneira como a medicina é praticada. 

Essa ferramenta pode ser usada para ajudar os médicos e pacientes, desde o pré-operatório até o pós-operatório. Ela pode ser usada por meio de simulações de operações e terapias, trazendo assim melhores resultados para ambos os tratamentos.

A realidade virtual e aumentada, infelizmente ainda não abrange todas as instituições de saúde no Brasil, mas é uma das grandes conquistas e promessas do setor.

8. LGPD e segurança de dados

As leis de enquadramento e implementação da LGPD passaram a ser exigida vigorosamente em agosto de 2021 e isso implicou na adaptação de empresas de diversos setores. Na indústria da saúde, sua implementação gerou uma análise de informações para que as modificações necessárias fossem devidamente realizadas.

Um estudo feito pela Doctoralia, Panorama das Clínicas e Hospitais, aponta que essa é uma das inovações mais importantes de 2022. Segundo o mesmo estudo, a priorização da sofisticação da segurança de dados é caracterizada como outra tecnologia inovadora para o ano.

9. Assinatura digital

Com a assinatura digital o atendimento feito através da telemedicina prevê a emissão de laudos, atestados e prescrições eletrônicas. Esse tipo de assinatura está permitindo que as organizações otimizem seus fluxos de trabalho e processos de gerenciamento. Dessa forma, é possível tornar o armazenamento de todos os contratos com mais eficiência e segurança, permitindo que a equipe encontre o que precisa rapidamente e garantindo um paciente mais satisfeito.

A utilização de assinaturas digitais e eletrônicas é, não só uma solução viável para a otimização dos serviços de saúde, como também impacta todo o ecossistema das instituições, trazendo vantagens que vão muito além da diminuição da papelada. 

No Brasil a regulamentação das assinaturas digitais viabiliza a manutenção do serviço, trazendo mais qualidade para o atendimento e para a experiência do paciente e dos médicos.

Como o setor de saúde pode se preparar para o futuro?

À medida que o setor de saúde enfrenta novos desafios, as soluções de tecnologia estão ajudando os gestores de saúde a melhorarem o desempenho, aumentar a colaboração entre sistemas e gerenciar custos.

O setor teve um crescimento significativo nos últimos anos, há grandes investimentos sendo feitos e há a criação de startups para dar suporte na movimentação financeira do setor. As healthtechs são um exemplo disso, já que estão diretamente ligadas a esse mercado e estão em constante crescimento.

Com base nos dados retirados da HealthTech Report 2020 – o maior estudo sobre as healthtechs brasileiras – fica claro que a quantidade de startups de saúde aumentou mais de 100% em 2 anos, beirando 600 empresas no setor. Um dos objetivos das healthtechs, ainda, é pressionar as empresas já atuantes, de forma que as melhorias sejam feitas igualmente em todas as corporações. O setor de saúde foi um dos últimos a serem beneficiados pelo uso de tecnologia, perdendo para áreas administrativas e de finanças, que possuem suas atividades com suporte tecnológico há tempos.

À medida que as inovações continuam a evoluir em nosso mundo cada vez mais digital, as formas tradicionais de prestação de cuidados de saúde ficarão cada vez mais obsoletas. Compreender a importância da tecnologia na saúde é essencial para a competitividade. Você não pode mais operar sua clínica com sistemas desatualizados.

Em relação à evolução nos próximos anos, o setor pode se preparar através da adequação dos avanços tecnológicos, com as mudanças significativas nos processos operacionais, na redução de custos e na criação de políticas e padrões de dados para incentivar as organizações de saúde a adotarem novas tecnologias. Será um crescimento gradativo, mas eficaz para a estruturação do setor.

O setor de tecnologia na saúde está em expansão e, com esse artigo, mostramos algumas das inovações e das oportunidades presentes nesse mercado. Se você deseja digitalizar os seus processos, como fazem as principais empresas dessa indústria, de uma maneira aplicável e juridicamente válida, não perca tempo e conheça agora nossos Planos e Preços.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.