Estamos contratando, veja nossas vagas.

Blog

Healthtechs: o que são e como elas têm modernizado a saúde?

Funcionárias de Healthtech trabalhando lado a lado
Business

Healthtechs: o que são e como elas têm modernizado a saúde?

Healthtechs é um conceito que, apesar de recente, vem ganhando destaque devido à sua importância dentro do contexto médico e tecnológico. Ainda que o conceito seja importante, muitas pessoas e empresas ainda desconhecem sua definição e aplicação, ficando para trás no desenvolvimento tecnológico no setor.

As empresas do ramo da saúde que se preocupam em conhecer e aplicar as healthtechs no seu empreendimento conseguem aproveitar as vantagens e acompanhar a transformação tecnológica no mercado. Nessa medida, reunimos todas as informações sobre o assunto nesta publicação.

Continue lendo e entenda o que é startup, healthtechs, o funcionamento na prática, objetivos, importância e as áreas de atuação no ramo da saúde. Além disso, também discorremos sobre o conhecimento das Healthtechs.

Aproveite e confira também nossa publicação sobre “Documentações físicas e documentos online: qual a melhor opção?”.

Afinal, você sabe o que é uma startup?

Startup é um conceito utilizado para definir uma empresa com surgimento emergente. Em outras palavras, podemos resumir startup como sendo um empreendimento cujo grupo de pessoas trabalham de forma escalável, repetível, em situação ímpar e com ideias que fogem do padrão.

Muitos empreendedores afirmam, ainda, que qualquer empresa em seu período inicial pode ser considerada uma startup. Por outro lado, o conceito mais aceito e utilizado é aquele que inclui a inovação como fazendo parte dos adjetivos dos negócios em startup. Além disso, as startups são conhecidas por ter custos baixos e lucros consideráveis.

Na prática, as startup funcionam de forma escalável e repetível… Mas o que isso significa, afinal? Bom, ter um negócio escalável significa ter poder de crescimento substancial e custos reduzidos. Quando falamos de repetitividade, por sua vez, falamos sobre a capacidade de uma empresa, de entregar sempre o mesmo produto, de forma que não haja discrepância entre levas e adaptação em cada pedido.

Os principais exemplos de empresas escaláveis são a Netflix e a Amazon, grandes modelos de sucesso. A Amazon, inclusive, é um ótimo exemplo de startup de sucesso, chegando a valer quase US$ 1 trilhão.

Mas o que isso tem a ver com healthtech? Responder isso é simples: as healthtechs são empresas startups com foco em tecnologia e medicina. Mas calma! Discutiremos melhor o assunto no tópico abaixo.

O que significa healthtech e como funciona na prática?

Healthtech, como já adiantamos, é um negócio tecnológico, ou uma startup com objetivo central de apresentar soluções e melhorias tecnológicas na área da saúde. Na prática, as healthtechs são tidas por meio de equipamentos para aperfeiçoamento nas atividades do setor, ou aplicação de conceitos de melhoria no sistema administrativo da empresa, como utilização de plataformas com armazenamento em nuvem ou, ainda, aplicativos para dispositivos móveis.

Conseguimos resumir o significado de healthtech se separarmos a nomenclatura em health (saúde) e tech (tecnologia). Podemos relacionar esse conceito com a definição de startup, justamente, porque ambos tratam de inovação. Nessa medida, o healthtech veio para otimizar os processos exercidos dentro do setor de saúde, em todas as etapas possíveis, aproveitando o desenvolvimento social e tecnológico.

Com esse breve conceito, conseguimos ter um panorama sobre a importância das healthtechs para a saúde, modernizando as atividades de forma a usufruir dos avanços tecnológicos desenvolvidos de alguns anos pra cá. Quando falamos de empresas modernas, falamos sobretudo de negócios com grande potencial de crescimento.

Conheça os objetivos de startups de saúde e sua importância

Os objetivos das startups de saúde são conjuntos de atividades com diferentes focos. Dentre elas, podemos citar as medicinais com foco preventivo, proativo, personalizada e preditivo, com atividades como:

  • minimizar e evitar efeitos de doenças;
  • apontar predisposições de doenças;
  • personalizar informações pessoais para tratamentos;
  • melhora na relação entre médicos e pacientes com apoio tecnológico.

Os objetivos e atividades das startups de saúde estão ligados diretamente com a importância e vantagem dessas para o meio. As healthtechs são responsáveis por trazer inovações e atualizações para o universo médico, de forma a aprimorar ou sugerir pontos de melhoria.

Por sorte, isso está acontecendo com bastante frequência. Com base nos dados retirados da HealthTech Report 2020o maior estudo sobre as healthtechs brasileiras – mostrou que a quantidade de startups de saúde aumentou mais de 100% em 2 anos, beirando 600 empresas no setor.

Um dos objetivos das healthtechs, ainda, é pressionar as empresas já atuantes, de forma que as melhorias sejam feitas igualmente em todas as corporações. O setor de saúde foi um dos últimos a serem beneficiados pelo uso de tecnologia, perdendo para áreas administrativas e de finanças, que possuem suas atividades com suporte tecnológico há tempos.

As assinaturas eletrônicas são bons exemplos de automatização do setor financeiro e administrativo. Inclusive, fizemos uma publicação inteira destinada ao assunto, confira: “Conheça a importância e vantagens da assinatura eletrônica para o mercado financeiro”.

As áreas de atuação nos diversos ramos da saúde

Podemos dividir as áreas de atuação das healthtechs em quatro principais: gestão, prevenção, diagnóstico e tratamento. Na gestão, esse tipo de funcionamento melhora todos os processos burocráticos do paciente, preservando o tempo que pode ser crucial para este. Ainda sobre a gestão, algumas etapas que podem ser solucionadas com as healthtechs, são a falta ou limitação de recursos e o potencial tecnológico.

Nas etapas referentes à prevenção de doenças e problemas de saúde, as soluções funcionam para aperfeiçoar esta área. No caso dos diagnósticos, as inovações tecnológicas vieram para dar precisão e tornar os procedimentos menos invasivos. O tratamento segue a mesma linha de precisão e otimização, focando em equipamentos tecnológicos que dão suporte aos profissionais. Neste caso, podemos citar o Big Data e Internet of Things como sistemas tecnológicos à disposição dos médicos.

O que as usuais instituições podem aprender com as healthtechs?

Em poucas palavras, podemos dizer que as corporações que aplicaram as healthtechs usufruíram de importantes vantagens, melhorando não só suas atividades internas da empresa, como também a vida, tratamento dos pacientes e a receita. Trata-se de empresas promissoras com grandes possibilidades de crescimento, acompanhando os avanços tecnológicos e aproveitando todas as vantagens.

As startup da saúde serão escaláveis, isso significa que seu lucro será maior que seus gastos e, dessa forma, este é mais um dos conhecimentos aprendidos pelas corporações por meio da aplicação de healthtechs. Outro aspecto a ser destacado é a agilidade de respostas em demandas apresentadas pelo mercado. Todas as instituições startups de saúde, conseguem seguir com as ações requeridas pela área, especialmente aquelas focadas na agilidade e precisão de procedimentos.

Tudo isso está relacionado ao retorno que as empresas conectadas a healthtechs possuem. A tecnologia, junto a empresas de todas as áreas, vieram para melhorar os processos e torná-los ainda mais precisos, fáceis e simplificados. Trata-se, portanto, de uma ótima alternativa a ser considerada.

Panorama nacional e internacional das healthtechs

Tanto no Brasil, quanto em todo o mundo, as healthtechs vieram para ficar, tudo isso graças a diferença que elas fazem dentro do setor. Em nível nacional, as healthtechs são encontradas principalmente na região sudeste, seguindo pelo sul, norte e centro-oeste, destacando-se no setor de prontuário e gestão interna.

Podemos observar, também, um crescimento de startups de saúde no Brasil em decorrência da pandemia do Coronavírus que impulsionou ainda mais a necessidade de uma medicina automatizada. O mesmo aconteceu em outros países, expandindo rapidamente a área tecnológica na medicina.

É interessante destacar algumas empresas destaque no assunto ao redor do mundo, assim como suas avaliações. A Samumed, fundada há mais de 10 anos, está avaliada em mais de US$ 12 bilhões. Outra empresa destaque é a Roivant, com avaliação em US$ 7 bilhões.

O número de investimento no setor aponta e comprova ainda mais a importância das healthtechs para a sociedade e para a área. De uns anos para cá, conseguimos observar, ainda, o crescimento de investimento de US$ 7 para US$ 14 bilhões.

As healthtechs são responsáveis diretas na modernização da área da saúde, com destaque crescente no setor, tanto em âmbito nacional e internacional.

Conseguimos responder todas suas dúvidas sobre o assunto? Tem mais algum assunto que você queira ver por aqui?!

Se você gostou desse conteúdo, também gostará do nosso post sobre as soluções digitais na área da saúde. Não deixe de conferir!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading...